Alcácer do Sal: Obras de requalificação do Museu Pedro Nunes vão começar na próxima semana

0

Decorreu ontem à tarde em Alcácer do Sal a assinatura do Ato de Consignação da Obra do Museu Pedro Nunes, obra que deve começar na próxima semana.

A recuperação do Museu era uma antiga ambição de Alcácer do Sal, desejada há muitos anos. O Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença satisfeito com a concretização deste projeto, disse mesmo que “do ponto de vista afetivo, esta obra do Museu Pedro Nunes tem um grande significado”.

Também Marisol Ferreira, responsável pelo Serviço de Arqueologia da Câmara Municipal, reconheceu que “o ato de consignação da obra significa muito para mim e para toda a equipa da arqueologia”.

O Museu Municipal Pedro Nunes vai tornar-se num espaço museológico adequado às suas funções, sem desvirtuar o que outrora foi a Igreja do Espírito Santo, edifício classificado como património de interesse público. Esta obra conta com um investimento elegível de 775 140,38€ a que corresponde uma comparticipação do FEDER de 658 869,32.

A intervenção que agora vai começar pretende o acondicionamento das estruturas arqueológicas através da proteção e respetivo aterro das mesmas; obras de conservação e manutenção do edifício; introdução de espaços e infraestruturas adequados ao funcionamento do museu.

Numa outra fase, após as obras vai arrancar a museografia para ser dado enfase ao rio Sado como espaço determinante na origem e desenvolvimento deste núcleo urbano e o seu papel decisivo nos contactos comerciais com o mediterrâneo.

Neste sentido, vai ser exposto um conjunto de peças demonstrativas das diferentes épocas de ocupação que refletem a importância dos contatos comerciais facilitados pelo Rio Sado desde a Idade do Ferro até à Época Moderna, sendo dada uma certa ênfase ao grande matemático Pedro Nunes.

Através do recurso a ecrãs interativos, smartphone e sistema de QRcodes a tablets, os visitantes destes espaços podem obter mais informação sobre as obras e peças em exibição, tornando-se também elementos ativos, tornando a “viagem” à exposição mais criativa e cativante.

Deixar uma resposta

Share This