Câmara de Santiago do Cacém adjudica obras de um milhão de euros em Vila Nova de Santo André

0

A Câmara de Santiago do Cacém vai avançar, no início de 2019, com a requalificação do Bairro do Pinhal, em Vila Nova de Santo André, num investimento de um milhão de euros, anunciou o município.

O projeto de requalificação do bairro, no valor de um milhão e noventa e seis mil euros, está integrado no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, que prevê melhorias no espaço público do maior aglomerado populacional do concelho de Santiago do Cacém.

Financiada por fundos comunitários, a obra, cujo processo sofreu atrasos depois de no primeiro concurso público “as propostas apresentadas não estarem em conformidade”, foi adjudicada à empresa que tem a seu cargo a requalificação do Bairro das Flores, também em Vila Nova de Santo André.

“Para esta empreitada, tivemos de lançar novo concurso, subindo a verba e estamos a falar de mais de um milhão de euros, de forma a dar uma cara nova aquele bairro que bem precisa”, explicou hoje à agência Lusa Álvaro Beijinha, presidente da Câmara de Santiago do Cacém, no distrito de Setúbal.

Reconhecendo que o estado atual do Bairro do Pinhal “tem vários problemas”, que “incomodam quem lá vive”, o autarca afirmou que a intervenção vai permitir “qualificar o espaço público” e “dar mais condições de mobilidade e de ambiente urbano” aos moradores.

O processo vai ter de aguardar pelo visto do Tribunal de Contas (TdC), prevendo o autarca o arranque da obra para o início do próximo ano.

“Há alguns procedimentos que ainda têm de ser tratados, nomeadamente o visto do TdC, tendo em conta o valor da obra. Por isso vamos ter de aguardar dois a três meses e arrancar com a requalificação no próximo ano”, acrescentou.

A obra agora adjudicada vai decorrer em simultâneo com a requalificação do Bairro das Flores, uma das maiores empreitadas realizadas pela autarquia, no valor de dois milhões de euros, com um prazo previsto de um ano e meio, e cuja segunda fase arranca esta semana.

“Esta obra tem um prazo mais curto que a empreitada do Bairro das Flores. Por isso, seguramente, as duas obras vão coincidir e até concluir, provavelmente, nas mesmas datas, uma vez que esta obra não é tão complexa porque estamos a falar essencialmente de repavimentações, passeios e espaços verdes”, frisou.

A segunda fase da empreitada do Bairro das Flores, com uma duração prevista de três meses, prevê a repavimentação dos passeios, a criação de acessos desnivelados às passadeiras, transformação dos canteiros, redefinição da rede de rega, colocação de mobiliário urbano e a resolução de problemas de drenagem pluvial.

Ao abrigo do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, a autarquia já concluiu a obra do ‘skate parque’ e prevê ainda requalificar o Bairro dos Serrotes, o Mercado Municipal e o Passeio das Barcas, em Vila Nova de Santo André.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Share This