Executivo da Câmara Municipal de Santiago do Cacém aprova isenção de “derrama” a pequenas e microempresas

0

A Câmara Municipal de Santiago do Cacém aprovou, dia 16 de agosto, em Reunião de Câmara manter, para 2019, a isenção da “derrama”, imposto municipal que incide sobre o lucro tributável das pessoas coletivas, às empresas sediadas no Município cuja faturação anual não ultrapasse os 150 mil euros, sendo que para as empresas que não se enquadram neste requisito a taxa será de 1,5%. A proposta irá ainda ser sujeita à votação da Assembleia Municipal.

Segundo o Presidente da Câmara Municipal, Álvaro Beijinha, está é mais uma medida de incentivo à economia local, sendo “uma das formas que temos para ajudar as pequenas e microempresas.” O Autarca acrescenta que ao nível dos parques empresariais tem sido seguida uma política de investimento e apoio. “Disponibilizamos terrenos às empresas que se queiram fixar no Município a preços bastante reduzidos, muito abaixo do que são os custos das infraestruturas dessas mesmas zonas empresariais.” São medidas que fazem com que nos últimos anos “se tenha assistido a uma forte dinâmica empresarial com novos projetos e a fixação de empresas assim como o crescimento dos negócios já existentes, criando mais postos de trabalho e riqueza o que é muito importante para o nosso Concelho.”

A Autarquia apresentou uma candidatura a Fundos Comunitários, que, caso seja aprovada, representará um forte investimento, na ordem dos 2,5 milhões de euros, nos parques empresariais do Concelho.

A estratégia da Câmara foi a de criar uma rede de parques empresariais, o que permite alcançar o objetivo “do nosso projeto político de combate às assimetrias para que as pessoas não deixem as Freguesias do interior,” sublinha Álvaro Beijinha.

No Concelho existem seis áreas empresariais em Alvalade, Cercal, Ermidas, Santiago do Cacém, Santo André e Vale de Água.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Share This