Grândola: António Costa acusa o governo de defender um novo corte nas pensões

0

O secretário-geral do PS, António Costa, afirmou esta quinta-feira em Grândola, num jantar comemorativo da revolução de Abril, que as propostas do PS para reduzir a austeridade têm sustentabilidade financeira e não implicam uma saída do euro.

O líder socialista acusou também a actual maioria PSD/CDS-PP de defender um novo corte nas pensões, de 600 milhões de euros e de querer prolongar os cortes nos salários dos funcionários públicos até 2019.

O líder socialista garantiu ainda que o PS não pretende fragilizar as finanças públicas, mas que também não quer fragilizar ainda mais as famílias portuguesas. “A última coisa que queremos é fragilizar as fianças públicas, mas em nome das finanças públicas não queremos continuar a fragilizar as famílias e o país”.

Foto: Duarte Gonçalves

Deixar uma resposta

Share This