Nacional: Dispositivo de combate aos incêndios prolongado até 15 de novembro

0

O Ministro da Administração Interna decidiu manter ativos até 15 de novembro os meios humanos, os meios aéreos e os postos de vigia para combate aos incêndios, anunciou num comunicado.

A decisão resulta da “previsão de condições meteorológicas adversas e da manutenção do risco elevado de incêndios florestais por parte do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) e do European Forest Fire Information System (EFFIS)”, justifica o Governo.

O prolongamento abrange os 17 meios aéreos que reforçaram o dispositivo na última semana (13 helicópteros ligeiros e 4 aviões médios anfíbios) e os 12 contratados para o período de 16 a 31 de outubro (8 helicópteros médios, 2 aviões pesados anfíbios e 2 aviões médios anfíbios). Ao todo, vão estar disponíveis 35 meios aéreos, distribuídos de norte a sul do país.

No comunicado, o executivo informa que vai também ser alargado o período de funcionamento dos 72 postos de vigia das florestas e que “a GNR manterá as Equipas de Manutenção e Exploração de Informação Florestal (EMEIF) junto de cada Comando Distrital de Operações de Socorro”.

Durante as próximas duas semanas vão estar disponíveis para o combate aos fogos “6.957 operacionais, entre os quais 3.100 bombeiros”. O terreno será patrulhado pelas Forças Armadas, em articulação com a GNR e a PSP.

Deixar uma resposta

Share This