Odemira e Serpa reúnem para debater estratégias de acolhimento aos migrantes

0

Os Municípios de Odemira e de Serpa têm uma reunião de trabalho conjunta agendada para amanhã, dia 8 de maio, para debater e partilhar experiências e políticas locais de acolhimento e integração de migrantes. A reunião contará com a presença do Adjunto da Secretária de Estado da Administração Interna, João Coelho.

A reunião decorrerá a partir das 11.00 horas, no Centro de valorização da Cultura Local, em Odemira. Durante a manhã serão apresentados e debatidos o “Odemira Integra – Plano Municipal para a Integração de Imigrantes”, criado em 2015, e o projeto “Serpa Interculturalidades”, apresentado em fevereiro de 2018.

Para a tarde está reservada a apresentação de projetos complementares que resultam da execução do “Odemira Integra – Plano Municipal para a Integração de Imigrantes”, enquanto exemplos de ação no território, designadamente da atividade e funcionamento do CLAIM (Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes, que em odemira é itinerante), do  Projeto ST.e6g (que visa dinamizar atividades de ocupação de tempos livres para crianças e jovens nacionais e de imigrantes S. Teotónio), do projeto Growing Together (que tem por objetivo a capacitação de imigrantes como cidadãos e educadores locais) e do projeto Giramundo (que pretende promover a integração dos imigrantes através da ideia “movimento do mundo dentro de Odemira” e a transformação que Odemira está a viver a par do crescimento das relações interculturais).

O objetivo é partilhar experiências e informação no âmbito das políticas locais de acolhimento e integração de Odemira e Serpa, municípios que conhecem uma crescente procura pela comunidade de imigrantes. Em Odemira a maioria da comunidade de cidadãos imigrantes é originária de países da União Europeia, mas uma considerável percentagem é de várias nacionalidades de origem asiática, fixando-se na faixa litoral, onde estão instaladas as grandes empresas agrícolas.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Share This