Odemira: Município recebe Festival Terras Sem Sombra

0

O Município de Odemira integra o 13.º Festival de Música Sacra do Baixo Alentejo – Terras Sem Sombra, promovido pela Associação Pedra Angular em estreita ligação com o Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja.

A vila de Odemira vai receber uma visita guiada à Igreja da Misericórdia, um concerto e uma atividade promotora de biodiversidade local, nos dias 4 e 5 de março, com entradas livres.

De Beata Virgine Maria: Música Portuguesa de Invocação Mariana, na Igreja de São Salvador

A participação de Odemira na 13.ª edição do Festival Terras Sem Sombra começa no dia 4 de março, a partir das 14h30 com uma visita guiada à Igreja da Misericórdia ,sob a orientação de José António Falcão.

Para a noite de dia 4, pelas 21h30, na Igreja Matriz de São Salvador, em Odemira, está agendado o espetáculo De Beata Virgine Maria: Música Portuguesa de Invocação Mariana, pelo ensemble Polyphōnos, recentemente fundado pela soprano Raquel Alão e cuja direção artística se encontra a cargo do barítono e musicólogo José Bruto da Costa, com estreia em Odemira.

O ensemble apresenta em Odemira música portuguesa de invocação Mariana dos séculos XVI, XVII e XVIII, com autores da craveira de Estêvão de Brito, Duarte Lobo, D. Pedro da Esperança, Diogo Dias Melgás, João Rodrigues Esteves ou Francisco António de Almeida.

Seguindo os Meandros do Mira: Que Futuro para a natureza Ribeirinha?

Para o dia 5 de março, a partir das 10h00, o Terras Sem Sombra convida a um passeio pelo Rio Mira. Ao longo dos 150 km entre a nascente na Serra do Caldeirão e a foz em Vila Nova de Milfontes, podem encontrar-se habitais muito distintos.

Destaque para o troço inferior próximo do estuário, onde surgem algumas das suas características únicas: as pradarias marinhas, que integram a lista dos ecossistemas mais ameaçados ao nível mundial, e uma população de lontra muito peculiar.

Durante um percurso de barco, serão reconhecidas as áreas mais significativas deste rio para a conservação da biodiversidade e analisados os perigos que sobre ele recaem.

A iniciativa conta com a colaboração do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina) e com o apoio do Município de Odemira e Laboratório de Ciência do Mar da Universidade de Évora.

13.º Festival de Música Sacra do Baixo Alentejo – Terras Sem Sombra

O 13.º Festival de Música Sacra do Baixo Alentejo – Terras Sem Sombra, este ano alusivo ao tema Do Espiritual na Arte Sacra – Identidades e Práticas Musicais na Europa dos Séculos XVI – XXI decorre até ao mês de junho, em municípios do Baixo Alentejo e Alentejo Litoral: passando por Almodôvar, Odemira, Santiago do Cacém, Castro Verde, Serpa, Ferreira do Alentejo, Sines, o encerramento está agendado para Beja a 18 de junho.

Deixar uma resposta

Share This