Odemira: Orçamento Participativo de Odemira aprova quatro projetos de 500 mil euros

0

Novos espaços de estimulação sensorial, reabilitação motora e integração social, a construção de um parque de autocaravanismo e o melhoramento de infraestruturas desportivas e de festas são as quatro propostas vencedoras do Orçamento Participativo de Odemira.

A Câmara de Odemira, no distrito de Beja, reserva anualmente o valor de 500 mil euros para propostas votadas no Orçamento Participativo, sendo 250 mil euros para projetos nas freguesias do litoral ou com população superior a 1.500 habitantes e outros 250 mil euros para projetos nas freguesias do interior ou com população inferior a 1.500 habitantes.

Segundo divulgou hoje o município, a proposta “Amar os Outros”, que prevê a criação de espaços de estimulação sensorial, reabilitação motora e integração social, foi uma das vencedoras da edição deste ano do Orçamento Participativo.

O projeto, com um investimento estimado de 125 mil euros, pretende apoiar, sem encargos financeiros, famílias com filhos com necessidades educativas especiais, bem como outras pessoas com necessidades da comunidade em geral.

“São equipamentos muito caros e que não existem no concelho para fazer esse tipo de reabilitação. Tenho que me deslocar para Grândola ou para Beja e isso é inconcebível porque perco uma tarde inteira de trabalho”, explicou Marília Silva, que candidatou o projeto e é representante local da associação “Pais em Rede”, que congrega pais de filhos deficientes.

Com uma sala disponibilizada pelo Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Milfontes para a concretização do projeto, a prioridade será para os alunos, mas os equipamentos vão estar disponíveis para uso gratuito de toda a comunidade que deles necessite, garantiu Marília Silva.

O projeto contempla ainda a criação de uma sala social no Centro de Dia de São Luís, para idosos, e uma sala de reabilitação motora no Clube Desportivo de Vila Nova de Milfontes.

Os munícipes de Odemira escolheram também o projeto de “Beneficiação do Pavilhão de Festas e Colocação de Painéis Solares no Edifício Sede da Junta de Freguesia”, em Sabóia, que visa o melhoramento do isolamento acústico e melhoramento climático do pavilhão e ainda a colocação de painéis solares na sede da autarquia.

As outras propostas mais votadas durante o processo do Orçamento Participativo deste ano preveem a construção de um Parque de Autocaravanismo na freguesia de Santa Clara-a-Velha, no interior do concelho, e o melhoramento do campo de futebol da Boa Esperança, na aldeia de Boavista dos Pinheiros.

Cada um dos projetos vencedores conta com uma verba de 125 mil euros, totalizando 500 mil euros do orçamento municipal de 2018 da Câmara de Odemira.

Ao todo, votaram este ano no orçamento participativo, nos meses de outubro e novembro, 1942 cidadãos, com idade superior a 16 anos, que puderem escolher entre 13 projetos, com um valor máximo de 125 mil euros cada.

A fase de apresentação de propostas para o Orçamento Participativo municipal decorre, anualmente, até ao final de junho, sendo os projetos submetidos a votação em outubro e novembro.

Desde 2011 que a Câmara de Odemira promove anualmente o Orçamento Participativo, o único processo do género no litoral alentejano, em que os projetos são propostos por cidadãos e a decisão do investimento a incluir no orçamento municipal do ano seguinte é tomada pela votação direta dos votantes inscritos.

Deixar uma resposta

Share This