Regiaão: Grândola apresenta 4 candidaturas às 7 maravilhas Aldeias de Portugal

0

As aldeias do concelho de Grândola, Canal Caveira, Lousal, Melides e Santa Margarida da Serra, concorrem em 4 categorias distintas, no novo concurso das 7 Maravilhas Portugal, que desde 2007 promove a identidade nacional.

Canal Caveira concorre na categoria de “Aldeias Autênticas”. Habitada, há séculos, pelo povo que se entregava à mina e à lavoura, a aldeia é memória viva de um tempo em que a força de trabalho era, para a maioria, a única riqueza. À simplicidade e harmonia arquitetónica, aliam-se as tradições, os hábitos e costumes – património imaterial vivo, testemunho de um passado e de uma identidade. Hoje Canal Caveira é também conhecido pelo afamado “Cozido à Portuguesa”.

Lousal apresenta-se a concurso na categoria “ Aldeias – Monumento”. Esta Aldeia mineira integra a Faixa Piritosa Ibérica e apresenta-se como um dos principais pontos de interesse do país, no que respeita à ciência associada à exploração mineira. O Museu Mineiro e o Centro Ciência Viva fazem parte desta importante Mina de Ciência, cada vez mais presente na memória de todos.

Melides é a concorrente do nosso concelho a “Aldeias Ribeirinhas”. A Aldeia de Melides assenta numa encosta virada a sul e foi edificada sobre uma gruta natural utilizada como necrópole de inumação no Neolítico. Por aqui andou Fernão Mendes Pinto em 1523, depois de problemas com piratas; aqui viveram nobres, clérigos, burgueses, lavradores e povo, sobretudo muito povo – vindo de muitas partes – em busca do pão, da subsistência. Melides é hoje uma aldeia turística, beneficiando da proximidade do mar, da lagoa, dos campos verdejantes e de uma tranquilidade ímpar.

Do Litoral para a Serra, o Município de Grândola candidatou Santa Margarida da Serra ao Concurso 7 Maravilhas na categoria “Aldeias Remotas”.

Esta povoação, localizada na serra de Grândola, ladeada por montados de sobro, tem na sua génese os montes alentejanos dispersos existentes nas grandes herdades desta localidade. A construção da igreja, provavelmente ainda no século XV, terá sido determinante para a concentração na sua envolvente deste tipo de habitação, dando origem à aldeia cuja traça arquitetónica tradicional se mantem até ao presente.

Para o Presidente da Câmara, António Figueira Mendes, estas iniciativas contribuem de forma significativa para a promoção do país e das regiões: “este concurso constitui uma importante oportunidade de mostrarmos e afirmarmos as nossas potencialidades através da candidatura de quatro aldeias do nosso concelho representativas das características ímpares que distinguem o nosso território: a frente atlântica com 45 quilómetros de praias acessíveis, a riqueza natural da nossa serra, a afabilidade das nossas gentes e o património gastronómico, histórico e cultural de grande relevo.”

A primeira fase do concurso (candidatura das aldeias) termina esta terça-feira. A partir de amanhã decorrerá a fase de seleção.

As 49 aldeias pré-finalistas serão reveladas no dia 7 de Abril, sendo que de 9 de Julho a 20 de agosto serão escolhidas as 14 finalistas.

A Eleição das 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias decorre entre o dia 20 de agosto e a Gala Finalíssima será a 3 de setembro de 2017.

As 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias são eleitas pelo voto popular: qualquer pessoa pode votar e os vencedores serão os mais votados em cada uma das 7 categorias.

 

 

Deixar uma resposta

Share This