Região: Cervejeiros lançam cerveja de batata doce durante o Festival da Batata Doce de Aljezur

0

Duas cervejeiras artesanais vizinhas, de Silves, no Algarve, e de Odemira, no Alentejo, uniram-se para produzir uma cerveja de batata doce, que vai ser lançada na sexta-feira, durante o Festival da Batata Doce de Aljezur.

Para a apresentação ao público foram produzidos 500 litros desta cerveja, tendo sido necessários 50 quilos de batata doce da variedade Lira, típica da região algarvia, explicou à Lusa André Gonçalves, o produtor algarvio que criou a “Tuber Bock”, nome inspirado em tubérculo (tuber) e num estilo de cerveja (bock).

“Fizemos algumas experiências e percebemos que esta seria a cerveja onde poderíamos encaixar este ingrediente do Algarve, como forma de o valorizar”, referiu, notando que a cerveja, baseada no estilo Dunkles Bock, é de baixa fermentação, tornando-a menos amarga e mais leve e fácil de beber.

A experiência, que visa também valorizar a batata doce, revela uma preocupação dos produtores na sustentabilidade ambiental, apostando em ingredientes locais, processo que envolveu a Associação de Produtores de Batata Doce de Aljezur.

A batata doce contribui para que a cerveja tenha um sabor mais maltado, pelos açúcares não fermentáveis, sendo aconselhável que se beba fresca e indicada para acompanhar grelhados, estufados, enchidos e queijos.

Segundo André Gonçalves, 33% da fonte de açúcar presente desta cerveja é proveniente da batata doce, sendo que a percentagem de álcool é de 6,5%.

André e o irmão Nuno têm um negócio familiar em Algoz, Silves, que já se dedicava ao fabrico e venda de produtos alimentares locais, antes de lançarem, há dois anos, a marca de cerveja algarvia “Marafada”.

Antes desta, contou Nuno Gonçalves, tinham lançado, em fevereiro, uma cerveja de laranja, para aproveitar o fruto que caracteriza esta zona do Algarve e o facto de ser na freguesia de Algoz que mais se produz laranja, a nível nacional.

A outra cervejeira envolvida na produção da “Tuber Bock” é a responsável pela produção da marca “Ale n´ Tejo”, na freguesia de Sabóia, em Odemira, que faz fronteira, a norte, com o concelho algarvio de Silves.

A cerveja será apresentada pela primeira vez no recinto do Festival da Batata-doce de Aljezur, entre sexta-feira e domingo, e estará disponível à pressão e em garrafa.

Deixar uma resposta

Share This