Região: Nuno Magalhães quer saber quando é que Governo vai retirar amianto da EB 2,3 da Vila de Torrão

0

Nuno Magalhães, deputado do CDS-PP eleito por Setúbal, quer saber que medidas tomou, ou vai tomar, o Ministério da Educação, de modo a proteger a saúde da comunidade escolar da EB 2,3 Bernardim Ribeiro, da Vila de Torrão, e, também, quando é que o Governo tenciona retirar de todo o amianto existente nesta escola.

O deputado do CDS-PP recorda, nos considerandos da pergunta enviada ao Ministro da Educação e também assinada por Ana Rita Bessa, que o amianto é uma substância tóxica que, quando inalada, pode provocar problemas de saúde grave.

Não obstante, a Escola EB 2,3 Bernardim Ribeiro, na vila de Torrão, concelho de Alcácer do Sal, continua a conter amianto nas suas coberturas, o que tem gerado preocupação justificada e ação ponderada por parte de estudantes, docentes e encarregados de educação, já que é a saúde de alunos, professores e funcionários que está em causa.

A escola foi inaugurada no início de 1979 com a finalidade de servir a localidade durante poucos anos, mas acabou por se tornar definitiva. Passados 18 anos, toda a comunidade escolar está exposta aos perigos do amianto presente nas placas de fibrocimento que estão em todas as coberturas dos vários blocos, onde estudam 83 alunos do 5.º ao 9.º ano de escolaridade.

Para além dos edifícios onde funcionam as salas de aula, o bar e todas as outras estruturas do estabelecimento de ensino, também as coberturas entre blocos são compostas por material perigoso.

Recentemente, a Câmara Municipal de Alcácer do Sal enviou um ofício ao Ministro da Educação a manifestar “preocupação” com a existência de amianto nesta escola sob tutela do ministério.

No ofício, divulgado pela autarquia, a intervenção na Escola Bernardim Ribeiro é considerada “urgente” por o amianto estar “presente nas coberturas de fibrocimento” do estabelecimento de ensino.

O presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, eleito pela CDU, afirma que “é indispensável requalificar a escola para que esta seja um espaço agradável e para que toda a comunidade se sinta confortável”.

 

Deixar uma resposta

Share This