Repsol em Sines volta a registar um episódio de fumo negro e chama alta

0

A Câmara Municipal de Sines informou hoje, 17 de agosto de 2018, as autoridades com competência em matéria ambiental sobre a ocorrência, ao final da tarde, de mais um episódio de fumo negro com origem na fábrica da Repsol em Sines.

Na informação enviada, a autarquia chamou a atenção para “os episódios recorrentes de fumo negro, com forte ruído por vezes associado, proveniente das flares do complexo industrial da Repsol – Sines”, que se têm feito sentir recentemente.

“Esta não é uma situação nova (…). Para além de todos os danos causados ao meio ambiente, incomoda e prejudica quem vive cá e turistas”, referiu a nota enviada pela Câmara Municipal.

O episódio de hoje teve início por volta das 17h30, e, de acordo com a empresa, resultou de “uma perturbação na Unidade de Steam Cracker por atuação de um automatismo que fez disparar vários equipamentos desta Unidade e obrigou à sua paragem”.

O presidente da Câmara Municipal de Sines, Nuno Mascarenhas, considera “inaceitável a repetição destes episódios, lesivos do ambiente, da qualidade de vida das pessoas e da imagem de Sines”.

A autarquia solicitou às entidades que para que atuem de forma a ajudar a resolver a situação.

Foram informadas a Agência Portuguesa do Ambiente, a Inspeção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Território, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional, a Direção Regional de Economia do Alentejo, o IAPMEI e a Autoridade de Saúde.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Share This