Santiago do Cacém: Abela entre a força da agropecuária e o crescimento do turismo rural

0

A última etapa da “Presidência nas Freguesias 2016” teve lugar em Abela, entre os dias 5 e 7 de julho. Foi o culminar de mais uma visita organizada ao território municipal, que teve início em abril, sempre com a presença do executivo municipal e das respetivas Juntas de Freguesia, bem como de técnicos da Câmara Municipal de Santiago do Cacém.

“Abela é uma freguesia dispersa, com vários aglomerados urbanos. Tem características essencialmente rurais, em que a agricultura e a pecuária têm um papel importante”, sublinha Álvaro Beijinha, Presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém. “Tivemos oportunidade de visitar aquela que é talvez a maior propriedade – com maior número de hectares – do Município, que é a Quinta de Corona, que desenvolve uma atividade florestal e pecuária”, destaca.

“A área do turismo também está a assumir uma importante relevância, nomeadamente com o aparecimento de alguns turismos em espaço rural. O Museu do Trabalho Rural também contribui para a atração de pessoas, em particular de turistas”. Álvaro Beijinha enaltece, ao longo dos três dias, a presença constante da Junta de Freguesia, “em particular do Presidente, que está, na minha opinião, a fazer um trabalho muito bom”.

Nota de destaque também para as visitas às escolas em Abela e no Arealão. O Presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém recorda “a tentativa, por mais que uma vez, de encerramento da escola do Arealão. As autarquias e a população lutaram e conseguiram que não se efetivasse. Não haverá redução de alunos e a escola irá manter-se aberta, pelo menos para o ano letivo seguinte. Não temos nenhuma indicação em contrário. É importante que a escola se mantenha aberta”, reforça Álvaro Beijinha, que sublinha ainda, na freguesia, “o movimento associativo com dinâmica, como é o caso do Futebol Clube Abelense”.

Deixar uma resposta

Share This