Santiago do Cacém: Bombeiro de Santiago do Cacém morre em colisão no IC33

0

A colisão entre uma ambulância dos bombeiros de Santiago do Cacém e um camião provocou esta manhã, um morto de dois feridos ligeiros, ao quilometro 31, no IC33, que liga Sines a Grândola.

A vitima mortal é o Subchefe Mário Violante, de 61 anos, que conduzia a ambulância de transporte de doentes para o Instituto Português de Oncologia, com um doente de 67 anos, que sofreu ferimentos ligeiros.

A violência da colisão provocou ainda ferimentos ligeiros no condutor da viatura pesada. Ambos foram assistidos no local e transportados para o Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém.

O corpo da vitima mortal foi transportado para morgue da mesma unidade hospitalar para ser autopsiado.

Mário Violante é considerado pelos colegas como um “exemplo como homem e como bombeiro”, uma pessoa que sempre esteve ligado aos bombeiros e que estava “sempre disponível para ajudar o próximo”.

Era um motorista experiente que diariamente transportava doentes para as unidades hospitalares, sendo por isso conhecido por toda a comunidade, que “lamenta a sua perda”.

Era um dos bombeiros mais antigos do corpo ativo, entrou para a corporação em 1973.

Por razões que as autoridades vão agora apurar, a ambulância colidiu violentamente de frente contra a lateral do camião, acabando por se despistar, caindo numa pequena ravina e camião tombou, ficando junto da via.

As operações de socorro envolveram 23 operacionais, apoiados por 11 viaturas, dos bombeiros de Santiago do Cacém e Grândola, INEM e GNR.

A via esteve cortada ao trânsito nos dois sentidos, cerca de duas horas, para facilitar o trabalho das equipas de socorro.

Uma psicóloga do INEM está a dar apoio aos bombeiros e à família.

Deixar uma resposta

Share This