Santiago do Cacém: CDS quer mais funcionários no Agrupamento de Escolas de Santo André

0

Os deputados do CDS Nuno Magalhães, Ana Rita Bessa e Ilda Araújo Novo questionaram o Ministro da Educação sobre a falta de funcionários no Agrupamento de Escolas de Santo André, em Santiago do Cacém.

Os deputados querem saber que diligências tomou, ou equaciona tomar, o Ministro da Educação para devolver a normalidade ao Agrupamento de Escolas de Santo André e, uma vez que a situação desta escola se repete por várias outras do país, de acordo com relatos que chegam ao Grupo Parlamentar do CDS por várias vias, com que meios pretende o Ministério dar resposta ao acréscimo de necessidades de pessoal como resultado da entrada em vigor do horário de 35 horas.

Finalmente, os deputados do CDS perguntam para quando se prevê que a totalidade dos 300 funcionários, cuja colocação foi anunciada ainda em 2016, esteja de facto em funções nas escolas.

O Agrupamento de Escolas de Santo André tem cerca de 1.500 alunos distribuídos por quatro escolas do primeiro ciclo, uma do segundo e uma do ensino secundário e 41 funcionários do quadro, sendo que “neste momento, estão 12 ou 13 de baixa”, segundo a diretora do agrupamento.

 

Deixar uma resposta

Share This