Santiago do Cacém: Investimentos nas escolas e na repavimentação de ruas marcam visita a Santo André

0

A Presidência nas Freguesias da Camara Municipal de Santiago do Cacém conheceu a sua quarta etapa em Santo André, entre os dias 10 e 12 de maio.

Os investimentos nas escolas – em particular a n.º 3 e a n.º4, que vão conhecer intervenções significativas – e na repavimentação de várias ruas em Vila Nova de Santo André foram as principais notas de destaque de três dias intensos na freguesia.

Uma vez mais acompanhado pelos Vereadores a tempo inteiro, bem como pelo Presidente da Junta de Freguesia de Santo André, Jaime Cáceres, e técnicos da autarquia, Álvaro Beijinha sublinha o investimento em duas das três escolas do 1º ciclo do Ensino Básico de Vila Nova de Santo André, que “estão com necessidade muito urgente de intervenção. Já tínhamos consciência dessa situação. Vamos intervir em primeiro lugar na escola nº 3, um investimento que, pensamos, rondará os 600/700 mil euros. Já temos o projeto feito. Se tudo correr bem, o concurso público será lançado no final deste mês, ou no princípio do próximo. Queremos iniciar as obras em outubro. No ano seguinte, está previsto iniciar as obras na escola n.º4, com um investimento da mesma ordem. A educação é uma das nossas principais opções na gestão autárquica”.

Álvaro Beijinha destaca também “mais uma candidatura no âmbito da regeneração urbana, que vai abranger os bairros das Flores, do Pinhal e dos Serrotes. Temos também uma intervenção prevista para o Mercado Municipal, bem como o novo skate park, um projeto que queremos concretizar já este ano. Queremos continuar a investir nesta freguesia, que representa cerca de um terço do município em termos de população”.

O Presidente da CMSC valorizou também o movimento associativo da freguesia, que classificou de “muito dinâmico”, bem como “o Presidente e o executivo da Junta de Freguesia, sempre disponíveis para ajudar, quer o movimento associativo, quer a Câmara Municipal. Temos inúmeros exemplos de trabalho de parceria e só assim se consegue fazer alguma coisa”.

Sobre as obras em algumas ruas da cidade, Álvaro Beijinha refere a CMSC tem “consciência de que há um conjunto de pavimentos degradados e que precisam de ser intervencionados. Vamos tentar resolver os casos mais prioritários. Estão previstos 300 mil euros para estas intervenções nas ruas em Santo André. Recordo também que se iniciou, recentemente, a obra com maior peso no investimento municipal, entre a aldeia e Vila Nova de Santo André, também com a requalificação do largo da Igreja”. Sobre o problema da Estrada Regional 261-5, Álvaro Beijinha recorda que “está agendada uma nova reunião com o Secretário de Estado, para 9 de junho – estava inicialmente agendada para 27 de maio, mas o Sr. Secretário de Estado teve um imprevisto e adiou a reunião – e temos a esperança de que tudo se resolva de vez”.

Já o Presidente da Junta de Freguesia de Santo André, Jaime Cáceres, congratulou-se pela visita à freguesia de Santo André, que considera ter “um grande significado”. Jaime Cáceres também destaca o investimento previsto para a escolas e sublinha que “é na educação que tanto a Câmara com a Junta mais investem”, classificando como “fundamental esta intervenção e este investimento previsto para as nossas escolas”.

A requalificação e repavimentação de alguma rede viária na cidade é também vista pelo Presidente da JFSA como “muito importante”, destacando ainda “a magnífica obra de requalificação da estrada que liga a aldeia de Santo André à cidade”, sublinhando “a intervenção no caminho alternativo que vai ser executada por ocasião dessa obra, que vai ficar com um pavimento mais duradouro, o que faz com a nossa zona rural se possa desenvolver melhor”, valorizando “os seis aglomerados populacionais muito importantes da freguesia: Costa de Santo André, Brescos, Azinhal, Deixa-o-Resto, Aldeia de Santo André e Giz. A população da zona rural da nossa freguesia tem vindo a crescer ao longo dos anos, o que é um sinal da qualidade de vida nessas localidades”, conclui.

Os dois autarcas e a restante comitiva tiveram ainda importantes visitas ao Parque Empresarial de Santo André, ao Hotel Vila Park, aos Bombeiros Voluntários de Santo André, bem como à exploração agrícola “Jardim da Lagoa”. De sublinhar também a visita ao Centro Cultural de Santo André, que não estava inicialmente prevista, bem como a receção à grande figura do motociclismo nacional, Miguel Oliveira, aquando do seu encontro com alunos da ESPAM.

Deixar uma resposta

Share This