Santiago do Cacém: Município recebeu a “Chama da Solidariedade”

0

A Chama da Solidariedade, iniciativa da CNIS – Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade  e da UDIPSSSetúbal – União das Instituições Particulares de Solidariedade Social de Setúbal para promover a importância do espírito de partilha, foi entregue no dia 21 de dezembro, ao Município de Santiago do Cacém, numa cerimónia simbólica que decorreu frente à Câmara Municipal.

A Chama da Solidariedade tem percorrido o distrito de Setúbal, desde setembro com o objetivo de “propagar os valores que unem as diferentes instituições de solidariedade”, explica o Presidente da UDIPSSSetúbal, Fernando Sousa.

O Município de Santiago do Cacém recebeu o testemunho de Sines, através do Vice-Presidente da Câmara Municipal, Fernando Ramos que entregou a Chama da Solidariedade” a Álvaro Beijinha, Presidente da Câmara Municipal, na presença da Vereadora Margarida Santos, responsável pela área da Ação Social e da Presidente da Assembleia Municipal, Paula Lopes.

O responsável pela  UDIPSSSetúbal ressalva a necessidade de haver solidariedade “todos os dias e não apenas um dia ou durante uma semana”, daí a importância da realização desta iniciativa para “despertar a sociedade para manter a chama da partilha acesa”.

No ato simbólico, Álvaro Beijinha entregou depois a chama ao Presidente da Direção da Casa do Povo de Alvalade, Luís Silva, que sublinhou a “grande responsabilidade de ser a primeira instituição do Município a ficar com este símbolo de união das IPSS do distrito”.

Álvaro Beijinha enalteceu o trabalho realizado pelas IPSS do Município, bem como de todos os que se dedicam com paixão e de forma voluntária a trabalhar pelo bem-estar dos outros, e recordou que “o Concelho de Santiago do Cacém é dos poucos do Distrito com uma rede de equipamentos de resposta das IPSS que abrange todas as Freguesias, o que é demonstrativo do empenho e capacidade de resposta social, a que a Câmara Municipal se associa e apoia”.

Participaram nesta cerimónia o Coral Harmonia Juvenil e Jardins-de-Infância: Os Pintainhos (Sines), O Sabichão e Espiguinha (Santiago do Cacém), bem como os Párocos de Santiago do Cacém e Santo André, representantes das IPSS e associações do Concelho.

A chama fica no Município de Santiago do Cacém até meados do mês de janeiro, percorrendo várias instituições, e segue depois para o Município Grândola.

Deixar uma resposta

Share This