Santiago do Cacém: PCP exige a construção de um novo Centro de Saúde

0

O Partido Comunista Português emitiu um comunicado onde “exige novas instalações para o Centro de Saúde de Santiago do Cacém para que não se continue a colocar em risco o bem-estar dos utentes, assim como dos profissionais que lá trabalham, exigindo ainda a dotação de médicos, enfermeiros e auxiliares suficientes para as necessidades da população”.

O PCP recorda que o Centro de Saúde de Santiago do Cacém “funciona há mais de 30 anos num edifício que, com o passar dos anos, sem manutenção, chegou ao lamentável estado de degradação atual, num claro desinvestimento dos sucessivos governos”.

Os comunistas afirmam ainda que “as salas de consultas aos utentes encontram-se com o pavimento e pintura degradados, sem sistema de som, janelas e persianas degradadas (tendo de ser calafetadas com panos ou toalhas no inverno), algumas delas sem climatização e recentemente chegou a cair parte do teto de uma das salas, colocando em causa a integridade física de uma criança”.

O PCP lembra que “sempre tem manifestado preocupação com a falta de profissionais de saúde em todo o concelho de Santiago do Cacém, que continua com mais de 6000 utentes sem médico de família”.

O Serviço Nacional de Saúde, recorda o PCP, “foi uma das maiores e mais importantes conquistas alcançadas pelo povo com a Revolução de Abril, foi criado para que a população, independentemente da sua situação económica e social tivesse acesso aos respetivos serviços de saúde em condições de igualdade”.

Deixar uma resposta

Share This