Santiago do Cacém: Santiagro espera 40 mil visitantes até domingo

0

Arranca nesta quinta-feira e prolonga-se até domingo a Santiagro 2016, que durante quatro dias espera cerca de 40 mil visitantes no Parque de Feiras e Exposições de Santiago do Cacém.

Álvaro Beijinha, presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém espera a maior “a maior enchente de sempre” nesta edição que conta com quatro dias e um grande cartaz musical.

“Aproveitando o feriado de dia 26, apostámos neste 4º dia e esperamos, com essa circunstância, podermos aumentar o número de visitantes”, algo que Álvaro Beijinha considera ser “extremamente positivo para a economia local, em especial para a restauração e para o alojamento, bem como para a própria feira, como é natural”.

Às boas expectativas atendendo ao fim de semana prolongado, junta-se “um cartaz muito bom” em termos musicais. “Temos tido a preocupação de procurar um cartaz diversificado, tentando atingir vários públicos”, sublinha o autarca. C4 Pedro (dia 26), AGIR (27), António Zambujo (28, com patrocínio do Crédito Agrícola da Costa Azul) e D.A.M.A (29) são os nomes fortes que vão subir ao palco principal da SANTIAGRO e animar as noites da Feira, complementados, no dia 26, por baile com Rui Soares & Lau; no dia 27, pelo DJ Dadão; e, no dia 28, pelo DJ Rui Miguel.

Estes ‘condimentos’ poderão vir a “dar uma nova pujança à feira, que tem vindo a crescer em número de visitantes, em particular nos últimos dois anos”. Álvaro Beijinha destaca “as áreas da agropecuária, do cavalo e também a vertente turística” como destaques maiores da feira, não esquecendo, para que tudo seja possível, “o conjunto de parceiros que se associam à Câmara”.

Passeios equestres, ordenha de animais, showcookings, demonstração de horseball (uma novidade da edição deste ano), colóquios, demonstrações da arte de cocaria, degustações e desfile de corais são algumas das ofertas que o programa oferece ao longo de quatro dias preenchidos.

A Santiagro 2016 conta com um total de 205 expositores – sessenta na zona coberta e os restantes no terrado da feira – e ainda com 31 espaços de restauração e bebidas. O orçamento total ronda os 180 mil euros, considerados por Álvaro Beijinha como “um investimento e uma mais-valia para a economia local e da região”.

O bilhete diário terá o custo de 2 euros e o bilhete geral (4 dias) custa 6 euros. As entradas são grátis até aos 12 anos (inclusive). O recinto volta a ser o Parque de Feiras e Exposições, em Santiago do Cacém.

Deixar uma resposta

Share This