Sines: Artes saem à rua pela mão do Teatro do Mar até sábado

0

O Teatro do Mar organiza, a partir de hoje e até ao próximo sábado, de18 a 20 de agosto, em Sines, a edição zero da M.A.R. – Mostra de Artes de Rua, uma iniciativa que “pretende ganhar raízes na programação cultural da cidade”, com coprodução da Câmara Municipal local.

A mostra tem início nesta noite de quinta-feira, 18 de agosto, às 21h45, nos Armazéns da Ribeira Velha, com a performance “Spirits”, do criador, encenador e ator João Saraiva.

Segue-se, às 22h30, no mesmo local, a conferência de apresentação da iniciativa, pela sua diretora artística, Julieta Aurora Santos, e pelo presidente da Câmara Municipal de Sines, Nuno Mascarenhas.

Às 23h00, o documentário “Mar de Sines”, sobre o património piscatório de Sines, é reposto com uma inovação: a banda sonora original será interpretada ao vivo pelo compositor, Charlie Mancini.

Ao longo desta quinta-feira, o público poderá encontrar, junto ao elevador da Av. Vasco da Gama, a instalação “MAR”, da artista plástica Daniela Costa, com a produção do Teatro do Mar.

A M.A.R. é um projeto do Teatro do Mar, dirigido artisticamente e produzido pela companhia, em coprodução com a Câmara Municipal de Sines. Tem o suporte da Direção-Geral das Artes / Ministério da Cultura e o apoio da APS e da Repsol.

Depois desta edição zero, em mini-formato, é objetivo do Teatro do Mar que, no futuro, a M.A.R. contribua para “pensar a cidade coletivamente e estimular no público a partilha, valorização e reapropriação do espaço público, o encontro social e a experiência artística, usando para isso espaços públicos e não convencionais, localizados no centro histórico, bairros, zona marítima e cenários industriais”.

Para além da promoção das artes de rua, “pretende-se futuramente afirmar Sines como um ‘porto’ para criadores nacionais e internacionais apresentarem os seus trabalhos ‘fora’ dos auditórios, e estimular o estudo e criação para o espaço público, dinamizando para isso projetos de residência e fusão artística, que provoquem o encontro entre artistas profissionais e a comunidade local, criando dinâmicas ao longo de todo o ano”.

Deixar uma resposta

Share This