Sines: Ensemble ]W[ atua no sábado em Sines no Festival Terras Sem Sombra

0

O Ensemble ]W[, composto por músicos da Orquestra do Festival de Lucerna, na Suíça, vai atuar, no sábado, em Sines, no 7.º concerto do Festival Terras Sem Sombra deste ano.

O concerto “As Afinidades Eletivas: Mozart & Beethoven” vai decorrer, a partir das 21:30, na Igreja Matriz de São Salvador, em Sines, no distrito de Setúbal, refere em comunicado a Pedra Angular – Associação dos Amigos do Património da Diocese de Beja, que organiza o festival.

Segundo a Pedra Angular, o ensemble vai interpretar dois quintetos, um do compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart e outro do compositor alemão Ludwig van Beethoven, que são “duas famosas obras para sopros e piano” e “verdadeiras raridades na história da música”.

O Ensemble ]W[ é composto por cinco músicos da Orquestra do Festival de Lucerna e que são “disputados pelos principais teatros mundiais”: Lucas Macías, Vicent Alberola, José Vicente Castelló, Higinio Arrué e Nicholas Rimmer.

“Trazer a Sines os solistas de Lucerna, palco do mais importante festival de música clássica da Europa, constitui todo um acontecimento para o Alentejo”, frisa a Pedra Angular, sublinhado que, através do concerto, “Sines recebe o privilégio de uma atuação previsivelmente inesquecível e que já está a despertar, pelo carácter inédito, o interesse do público e da crítica internacionais”.

Além do concerto, a passagem do Terras Sem Sombra deste ano por Sines vai incluir uma visita ao centro histórico da cidade, no sábado, a partir das 14:30, e uma ação de salvaguarda da biodiversidade, no domingo, a partir das 10:00.

A visita, orientada pelo historiador de arte José António Falcão e pelo arquiteto Ricardo Pereira, vai passar por vários monumentos de Sines, com destaque para a torre de menagem do castelo, onde nasceu e viveu o navegador português que descobriu o caminho marítimo para a Índia, Vasco da Gama.

A ação, promovida no âmbito do programa de salvaguarda da biodiversidade do festival, vai decorrer nas imediações da Praia de S. Torpes e incluir uma deslocação à antiga Provença de Santa Maria da Junqueira, um mosteiro de monges eremitas da Ordem de São Paulo da Serra de Ossa, que foi habitado entre os séculos XV e XVII.

A zona “é fértil” em dunas e nas várzeas fertilizadas pela ribeira da Junqueira existem habitats “muito favoráveis” à flora e à fauna e a ação visa descobrir a biodiversidade local e como os monges viviam e interagiam com o ambiente.

O 13.º Terras Sem Sombra – Festival de Música Sacra do Baixo Alentejo, sob o título “Do Espiritual na Arte Identidades e Práticas Musicais na Europa dos Séculos XVI-XX”, decorre até 01 de julho, em oito concelhos do Alentejo.

O festival inclui visitas a património de centros históricos – novidade este ano -, concertos, passeios pela biodiversidade e a cerimónia de entrega do Prémio Internacional Terras Sem Sombra 2017.

Fonte: Lusa

Deixar uma resposta

Share This