Sines: Festa das músicas do mundo chega ao Castelo de Sines

0

O FMM abre hoje as portas do Castelo e ocupa a Avenida Vasco da Gama para os últimos (e mais concorridos dias). E em português. Cristina Branco é a recordista de presenças em Sines: com o concerto que irá fazer as honras ao palco do Castelo, a cantora soma quatro atuações.

Desta vez é de crer que o premiado Menina, álbum de 2016, seja o ponto de partida. Antes, a dupla açoriana Medeiros/Lucas toca no Centro de Artes e, após Cristina Branco, em português prossegue, com uma proposta radicalmente diversa: Metá Metá.

O trio brasileiro composto por Juçara Marçal (vocalista), Kiko Dinucci (guitarrista) e Thiago França (saxofonista) vem mostrar ao que soa a fusão de jazz, música brasileira, africana e rock. A língua portuguesa dá lugar à grega pela voz da cantora Savina Yannatou, que traz as cores e os sons de Tessalónica com o grupo Primavera en Salonico.

Mistura é a palavra–chave para quem se segue: Richard Bona Mandekan Cubano, o cruzamento de um renomado baixista camaronês com um sexteto caribenho, e Den Sorte Skole, ou como dois dinamarqueses, mestres na arte do sample e da mistura de discos, fazem uma volta ao mundo.

Na onda das miscigenações, há Mali e Marrocos de mãos dadas com Fatoumata Diawara & Hindi Zahra, e a Nigéria e o Brasil com Orlando Julius & Bixiga 70 (ambos na sexta). Da América do Sul vêm as propostas madrugadoras no palco da avenida situada diante da praia: da Colômbia vem La Mambanegra (hoje), Romperayo (quinta) e Bulldozer (sábado), do Chile apresenta-se Chico Trujillo (sexta). Para o fim de festa no Castelo, notas africanas (como já é tradição) com o regresso da maliana Oumou Sangaré e o reggae do marfinense de Tiken Jah Fakoly.

À 19.ª edição, o festival que tem como programador desde o primeiro ano Carlos Seixas recebeu um galardão do júri da EFFE – Europe for Festivals, Festivals for Europe, pela “excecional qualidade, trabalho, empenho e impacto nos seus contextos e territórios”. A distinção foi partilhada com outros 25 festivais europeus (entre os quais o açoriano Walk & Talk) da lista de 715 eventos que recebem o selo da EFFE.

 

 

Deixar uma resposta

Share This