Sines: Festival de Músicas do Mundo “superou claramente todas as expetativas”

1

A 18.ª edição do Festival de Músicas do Mundo de Sines (FMM) que decorreu de 22 a 30 de julho, “superou claramente todas as expetativas, tendo sido um sucesso, a todos os níveis”, afirmou Nuno Mascarenhas, presidente da Câmara Municipal de Sines.

“O grande objetivo do FMM é divulgar o concelho, o que foi claramente conseguido”, garantiu o autarca sem adiantar números, que ainda não são conhecidos. Mas afirmou que “em Sines, é difícil contabilizar, mas no conjunto, estiveram mais pessoas do que em anos anteriores”.

Nuno Mascarenhas destacou ainda o ‘feedback’ de empresários da restauração e hotelaria de Sines, onde “estava tudo praticamente esgotado”.

Como acontece desde 2014, a abertura do festival aconteceu em Porto Covo e “a afluência superou os anos anteriores, o que leva a manter a aposta naquela aldeia”, sublinhou.

Durante nove dias, sem interrupções, passaram pelos centros históricos e pelas praias das duas localidades da costa alentejana músicos dos quatro cantos do mundo, cerca de 20 pela primeira vez em Portugal.

O programa do FMM não se limitou a concertos, incluindo também iniciativas paralelas, que foram da animação de rua a ateliês sobre música e instrumentos, passando por exposições, sessões de contos e encontros com escritores.

O FMM começou em Porto Covo, com três dias de espetáculo (22, 23 e 24 de julho), seguindo depois para Sines, onde decorreu nos restantes seis dias, até sábado, entre o centro de artes, a rua, o castelo e o passeio marítimo da cidade, num total de 47 concertos.

Discussão1 comentário

  1. “… a afluência superou os anos anteriores…”
    A qualidade dessa afluência é que devia ser mencionada também. Pelos vistos, Sines gosta de atrair certo tipo de primatas…

Deixar uma resposta

Share This