Sines: Redução de área florestal preocupa autarcas de Sines

0

A Assembleia Municipal de Sines está preocupada com a perda de área florestal no concelho, a previsão é que na última década tenha sido destruída cerca de 90% da mancha floresta na área urbana da cidade e uma elevada percentagem na zona do complexo industrial.

Segundo José Luís Batalha, presidente da A.M. Sines, eleito pelo partido socialista, este problema deve-se à “doença do pinheiro (nemátodo do pinheiro) que destruiu o pinhal na zona de São Torpes, no Parque de Campismo e nalgumas zonas do complexo industrial, zonas que hoje apenas têm pasto e mato e que no passado eram o pulmão da cidade. Esta doença obrigou ao corte de centenas de pinheiros para evitar a sua propagação e não foram substituídos por outra espécie, o que devia de ter acontecido. Outro problema que temos são as grandes áreas privadas, que quando as empresas fazem cortes nos eucaliptos e nos pinhais perdemos grandes área de floresta até que as arvores voltem a crescer, o que demora muitos anos.”

As consequências disto é que “perdemos uma barreira arbórea que evitava que os cheiros provenientes das industrias e especialmente da ETAR da Ribeira de Moinhos chegassem à cidade, o que não acontece atualmente. Esta situação é grave, hoje muitas áreas industrias estão visíveis ao contrário do que acontecia no passado em que estavam protegidas por esteiras arbóreas. Esta situação deve ser resolvida rapidamente com a plantação de mais árvores em zonas onde hoje apenas temos mato e que no passado era floresta.”

Já Hélder Guerreiro, vereador eleito pela CDU, considera que “este é um problema antigo e que se tem agravado nos últimos anos. Como já alertámos no passado, o problema está na gestão que é feita do complexo industrial e do facto de muitas áreas florestais junto ao complexo pertencerem a empresas privadas que fazem a gestão como querem. Defendemos a reflorestação e a criação de um Gabinete Municipal Florestal, para estudar e resolver este grave problema.”

Marisa Santos, vereadora eleita pelo SIM – Movimento Sines Interessa Mais, explicou que “naturalmente é uma questão que nos preocupa porque as áreas florestais são determinantes para o equilíbrio do ecossistema e ainda mais junto de um complexo industrial. Sempre defendemos que a área florestal deve ser preservada e reforçada. Mas quero dizer que a poluição que é sentida em Sines não se deve só a este problema, existem outros e que devem também ser rapidamente resolvidos”.

Deixar uma resposta

Share This