Vila Nova de Milfontes: Feira de Turismo para visitar de sexta-feira a domingo com entradas livres

0

Passeios de cavalo ou de barco, observação de aves, caminhadas, surf, pesca e provas de medronho estão entre as experiências propostas pela Feira de Turismo, que abre nesta sexta-feira em Vila Nova de Milfontes, concelho de Odemira.

A Feira Nacional de Turismo Desportivo e de Natureza (FEITUR) conta com dezenas de expositores do setor, entre alojamentos, empresas de atividades, restaurantes, artesãos e associações, que vão marcar presença no certame, instalado em Vila Nova de Milfontes, com vista para a foz do rio Mira, entre sexta-feira e domingo.

A feira, a cargo da Câmara de Odemira, no distrito de Beja, e da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e do Ribatejo, pretende “dar destaque” e “maior visibilidade a todos os atores relacionados com o setor do turismo”, disse hoje à agência Lusa o vice-presidente do município, Ricardo Cardoso.

“A FEITUR é uma feira que queremos que dê expressão a uma atividade muito importante desta região, e em particular do concelho de Odemira, e aquilo que se pretende é dar visibilidade a um setor turístico em crescimento anual, não só em termos de visitantes mas em termos também de oferta turística”, destacou.

Segundo o autarca, a oferta turística “tem crescido de forma exponencial” no concelho, que atualmente conta com “perto de 400 alojamentos locais”, quando há três anos tinha “cerca de 60”, e com “perto de 70 alojamentos turísticos”, quando há quatro anos existiam “cerca de 45”.

“Isso demonstra que de facto a oferta turística no concelho de Odemira está a crescer”, afirmou, reconhecendo, no entanto, que parte desse aumento pode dever-se a alterações de legislação no setor do alojamento que podem ter levado à regularização de alguns estabelecimentos que já existiam, embora haja, afirmou, “novos investimentos”.

A procura por turistas estrangeiros tem vindo também a diversificar-se, disse Ricardo Cardoso, baseado em indicadores que o município recolheu nos postos de turismo locais, segundo os quais, além do público mais habitual, “espanhol, francês e alemão”, o concelho do litoral alentejano tem recebido turistas da Nova Zelândia, Canadá, Dinamarca, Rússia e Brasil.

Além da mostra permanente com expositores ao ar livre, até domingo, a FEITUR propõe várias atividades, umas gratuitas, outras pagas, para quem quiser experimentar fazer surf, passear de barco pelo rio Mira, pescar achigã na barragem de Santa Clara, fazer canoagem, ´stand up paddle` e, entre outras experiências, passeios pedestres ou a cavalo.

Durante os três dias de feira, há ainda um colóquio para empresários sobre a “Estratégia Turismo 2027”, animação de rua, aulas de culinária, provas de vinho e de medronho, yoga na praia, dança e concertos, com Luísa Sobral na sexta-feira, às 22:00, e Capitão Fausto no sábado, às 22:30, seguido de um espetáculo pirotécnico.

O certame, que tem entradas livres, começa na sexta-feira às 14:00, embora a inauguração oficial esteja agendada para as 17:30. No sábado e no domingo, a mostra começa pelas 11:00, mas no programa existem algumas atividades que decorrem mais cedo, fora do recinto da feira, e que requerem inscrição prévia.

Deixar uma resposta

Share This