Autarquia de Santiago do Cacém entrega lancheira saudável e sensibiliza sobre alimentação

0

A Câmara Municipal de Santiago do Cacém com o objetivo de sensibilizar sobre a importância de se ter uma alimentação saudável está a distribuir lancheiras saudáveis nas escolas do 1.º Ciclo e Jardins-de-infância do Concelho.

A iniciativa insere-se no programa municipal de combate ao insucesso escolar  Programa “Insucesso Zero | Igualdade na Educação”, elaborado pela Câmara Municipal de Santiago do Cacém com o apoio do Programa Operacional Regional Alentejo 2020 e cofinanciado pelo Fundo Social Europeu.

O Vereador com o Pelouro da Educação, Jaime Cáceres, e a Vereadora com o Pelouro da Saúde, Margarida Santos, acompanharam, dia 30 de outubro, a entrega de lancheiras na EB/J.I nº2 de Vila Nova de Santo André, no dia 6 de novembro a ação decorre no Agrupamento de Escolas de Cercal do Alentejo (Jardim-de-infância, EB nº2 e EB nº1).

Jaime Cáceres sublinha que este projeto pretende “ensinar as crianças o que devem e não devem comer, porque estamos empenhados em que sejam cada vez mais saudáveis, quer seja pela alimentação quer pela prática de exercício, até porque uma boa alimentação também contribui para o sucesso escolar”. O Vereador da Educação acrescenta que, no seguimento destas diretrizes, entregamos a todas as escolas do 1.º Ciclo materiais para a prática desportiva.

A Vereadora com o Pelouro da Saúde, Margarida Santos salientou que o Município tem uma nutricionista que trabalha com os refeitórios escolares “no sentido de garantir que o que é apresentado em termos de alimentação promove hábitos de vida saudáveis.”

Relativamente à ação de sensibilização “passa primeiro por saber o que trazem as crianças para os seus lanches e através de uma conversa aberta ensinar como dever ser uma lancheira saudável, que também é boa e pode ser docinha.”

Margarida Santos refere que estas iniciativas são fundamentais quando “se anuncia que a obesidade é um problema de saúde mundial, a epidemia do século XXI, logo se nós começarmos a combater desde muito pequeninos esta tendência talvez as mudanças aconteçam.”

A Vereadora coloca ainda a tónica de que “as crianças influenciam os pais e o que aprendem na escola pode ajudar a mudar hábitos nas famílias, porque as crianças consumem o que os pais escolhem mas se estes estiverem despertos para a questão essas escolhas podem mudar”.

Para Margarida Santos deve-se ter em conta que “nem sempre o que é mais imediato num supermercado é o mais económico e que existe uma grande variedade de escolhas saudáveis e mais em conta”.

Para dar a entender às crianças o que é uma alimentação saudável, a nutricionista da Câmara Municipal apresenta um lancheira com o exemplo de um mau lanche enquanto a outra apresenta o que devem ser as opções saudáveis. Estas ações de sensibilização tiveram início no ano letivo de 2009/2010.

No dia 16 de outubro comemorou-se o Dia Mundial da Alimentação e durante este mês decorreram várias ações de sensibilização sobre a importância da alimentação saudável.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Share This