Casal detido por cultivo e venda de estupefacientes na localidade de Santana da Serra, Ourique

0

O Comando Territorial de Beja, através do Núcleo de Investigação Criminal de Aljustrel, deteve no dia 8 de outubro, um homem e uma mulher de 57 e 54 anos, por cultivo e tráfico de canábis, na localidade de Santana da Serra – Ourique.

No âmbito de uma investigação por tráfico de estupefacientes que decorria há vários meses, os militares apuraram que os suspeitos se dedicavam ao cultivo e processamento de plantas de cannabis.

O facto da sua residência, bem como toda a propriedade, se localizar num local isolado e junto a uma barragem facilitava o cultivo e o tráfico, conseguindo assim a obtenção de uma vasta variedade de produtos, das quais se destaca o óleo de cannabis. Seria também na sua propriedade que recebiam os compradores do referido produto estupefaciente.

Na sequência das diligências de investigação, os militares deram cumprimento a um mandado de busca domiciliária à residência dos suspeitos e uma à propriedade adjacente à habitação, tendo culminado na apreensão do seguinte: 742 doses de liamba; 70 cabeças de cannabis; 62 sementes de cannabis; 15 embalagens de creme de cannabis; 13 doses de haxixe; 12 plantas de cannabis adultas; cinco litros de óleo de cannabis e dois telemóveis.

Foram ainda apreendidos diversos materiais utilizados na rega e no acondicionamento, armazenamento e produção de cannabis e 730 euros em numerário.

Foram ainda identificados dois homens por posse de produto estupefaciente, tendo sido notificados para comparecer na Comissão para a Dissuasão da Toxicodependência.

Os suspeitos ficaram detidos nas instalações da GNR até serem presentes ao Tribunal Judicial de Ourique, durante o dia de ontem, tendo sido aplicada a medida de coação de apresentações semanais no posto policial da área da residência.

Esta ação contou com a colaboração do Destacamento de Intervenção de Beja, dos Núcleos de Proteção Ambiental de Aljustrel e Odemira, e do Posto Territorial de Ourique.

 

 

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.