Chamas consomem lancha da autoridade portuária de Sines

0

Um incêndio deflagrou esta sexta-feira de madrugada numa lancha da autoridade portuária de Sines (Setúbal), com três pessoas a bordo e em serviço no mar, mas foi extinto sem causar feridos, indicou a administração do porto alentejano.

A ocorrência do incêndio a bordo da lancha “Atlântida Azul” foi divulgada pela Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS), em comunicado enviado esta sexta-feira à agência Lusa.

“Todos os meios foram acionados de imediato, não havendo feridos a registar. O fogo foi extinto, culminando as operações com o reboque da lancha para terra”, acrescentou a APS.

Contactada pela Lusa, fonte da administração portuária acrescentou que o fogo aconteceu, “por volta das 03h15”, na embarcação da APS que funciona como “lancha de pilotos”, com uma extensão de “55 pés”.

“A lancha estava em serviço dentro da área de jurisdição portuária”, com uma tripulação constituída por três pessoas e a realizar “serviço de pilotagem” e tarefas de “apoio à movimentação portuária”, adiantou à Lusa a mesma fonte.

A APS, que já “mandou instaurar um inquérito ao sucedido”, esclareceu que “todos os terminais do porto operam sem constrangimentos e dentro da normalidade”.

Contactado pela Lusa, o capitão do Porto de Sines e comandante local da Polícia Marítima, Manuel Sá Coutinho, disse que, da parte da autoridade marítima, “decorrem as diligências normais neste tipo de situações”.

“A Polícia Marítima foi informada do incêndio, cerca das 03h30, e já tomou conta da ocorrência e está a proceder às diligências e inquéritos normais nestas circunstâncias para apurar o que terá sucedido”, afirmou.

Segundo o comandante, o incêndio ocorrido na “lancha de pilotos, uma embarcação relativamente pequena e que é utilizada pelos pilotos da barra quando os navios entram no porto, foi combatido pelos rebocadores” que se encontravam no local.

“As pessoas a bordo da lancha foram de imediato desembarcadas, não houve vítimas, e fez-se o combate ao incêndio. Depois de extinto, a lancha foi rebocada para o cais”, acrescentou.

A APS é a entidade responsável por assegurar o exercício das competências necessárias ao regular funcionamento do porto de Sines e dos portos comerciais de Faro e de Portimão, nos seus múltiplos aspetos.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.