Cinema: ‘Al Berto’ de Vicente Alves do Ó integra competição de festival em Miami

0

De acordo com a programação do festival, ‘Al Berto’ é uma das 16 longas-metragens da secção competitiva dedicada ao cinema ibero-americano, com um prémio monetário de dez mil dólares (cerca de oito mil euros).

A 35.ª edição do Miami Film Festival decorrerá de 09 a 18 de março e abrirá com “Tully”, o mais recente filme de Jason Reitman, com argumento de Diablo Cody e interpretação de MacKenzie Davis e Charlize Theron.

A atriz Isabelle Huppert e o realizador Carlos Saura são dois dos convidados do festival, alvo de homenagens.

‘Al Berto’, que se estreou em outubro nos cinemas portugueses, é uma biografia ficcionada de uma das fases da vida do poeta Al Berto, na década de 1970, depois da Revolução dos Cravos, quando regressa a Sines após o exílio em Bruxelas.

“Foi um momento em que a vida do Al Berto mudou. (…) Eu mostro como é que ele vai da esperança da sua geração para a desilusão, e no fim do filme ele entra no lado lunar que as pessoas conhecem. Ele tornou-se isto, mas eu vou mostrar o que é que aconteceu antes”, explicou Vicente Alves do Ó em entrevista à agência Lusa.

Vicente Alves do Ó regista um tempo de liberdade, mas também de preconceito perante um estilo de vida – quando Al Berto e um grupo de amigos ocupam um palacete – e perante a homossexualidade do autor.

Para o realizador, o filme olha para o passado, mas faz a ponte com o presente: “Continuamos a ser uma sociedade onde existe muita hipocrisia. Estamos mais politicamente corretos, mas não quer dizer que atrás disso tudo não continue a haver muito preconceito e racismo e julgamento social”.

O filme é protagonizado pelo ator Ricardo Teixeira, que faz a estreia no cinema aos 25 anos. Do elenco fazem ainda parte, por exemplo, José Pimentão, Raquel Rocha Vieira, Joana Almeida, Ana Vilela da Costa e Gabriela Barros.

 De acordo com a produtora Ukbar Filmes, ‘Al Berto’ tem distribuição assegurada em países como França, Canadá, Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Luxemburgo, África do Sul, Dinamarca e Suécia.
Fonte: Lusa

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Share This