Grândola: Bombeiros combateram incêndio num armazém de palha em Ameiras do Incenso

73

Os Bombeiros de Grândola combateram ao longo desta tarde de sábado, um incêndio num armazém com cerca de mil fardos de palha na localidade de Ameiras do Incenso, freguesia de Santa Margarida da Serra, concelho de Grândola.

O alerta foi dado cerca das 12 horas e 46 minutos e no combate às chamas estiveram os Bombeiros de Grândola com 17 operacionais, apoiados por 7 viaturas. Esteve ainda presente uma máquina da Câmara Municipal de Grândola e uma equipa de Sapadores Florestais com 3 operacionais, apoiados por uma viatura.

Ao longo da tarde os bombeiros realizaram o trabalho de rescaldo, um trabalho muito demorado que contou com a ajuda da máquina que retirou os fardos que não foram consumidos pelas chamas para fora do armazém para que fossem molhados.

O proprietário ao ver o armazém a arder sentiu-se mal e foi transportado pelos Bombeiros de Grândola para o Hospital do Litoral Alentejano, onde ficou em observação.

As autoridades vão agora investigar o que terá originado o incêndio que deflagrou numa localidade onde já foram registados este ano 36 incêndios florestais.

Discussão73 comentários

  1. ATÉ ONDE ESTE PAIS VAI PARAR, O ministério público entendeu que os incendios não eram, penso eu CRIME, e já vão 37, no mesmo espaço e já a populaçao de Grandola já brinca com tanta inepcia e incompetencia, . será necessario que os residentes façam o papel das autoridades??????? Não nos venham assacar responsabilidades , não venham dizer que desconheciam . Isto ultrapassa qualquer senso, A quem este país de DIREITO está entregue, adianto que devem ser putos amadores e que não tem consciencia do que é conviver com o fogo á sua porta.

  2. Além da palha também arderam vivos, animais que nele se encontravam.Neste momento ainda se encontram fardos a arder no seu interior. A tensão na zona está ao rubro , os suspeitos pavoneiam-se perante as autoridades e população e a Ameira continua a arder. Isto ja dura desde inicio de Julho e só a semana passada é que a meretissima delegada do ministério publico finalmente após 30 … e tal incendios logrou entregar a quem detem o poder de averiguar. ou seja com capacidade de actuar, Aguardamos a cena dos proximos epísodios .

  3. É triste ver o amanhecer, e ver as cinzas de uma vida de trabalho. Actualmente palheiro com mais de mil fardos, outrora local de criação de onde saíram milhares de leitões durante décadas.
    É triste ver o meu avô chorar, e aos 90 anos, e depois de tudo o que já passou na vida, ver tudo em chamas.
    Mas mais triste ainda é ver que este é o 37° fogo com mão criminosa este verão e nada ser resolvido quando todos sabem a origem.

    Questiono me até quando é que isto irá durar? A justiça popular vai ser chamada se as autoridades não resolverem o problema…

  4. Estou numa situação em que percebi como está o estado da justiça no n/ pais, percebi o que os”iliterados” dizem que não viram nada e não sabem nada: percebi como a GNR não tem meios para a investigação. percebi como a PJ está dependente da incompetencia do ministerio publico (entidade de direito e responsavel pela investigação criminal) pelo menos nos 40 incendios da Ameira do incenso, percebi que o crime compensa, percebi como a INTERPRETAÇÃO DO CODIGO PENAL favorece os criminosos em detrimento dos queixosos,dos prejudicados, das vitimas, percebi a guerra de interesses entre a PJ e a GNR , PERCEBI FINALMENTE QUE TEM DE HAVER MORTES SIM MORTES PARA QUE AS AUTORIDADES ASSUMAM AS SUAS RESPONSABILIDADES PERANTE A LEI, CONCOMITANTEMENTE na situação em apreço a DEFESA DE QUEM ANDA A PAGAR OS SALARIOS DESSA GENTALHA. QUE DECEPÇÃO ESTOU FARTO POR BRADAR POR JUSTIÇA; e neste pais NINGUEM me ouve, apenas a comunicação social.

  5. Na sequencia do comentario anterior o que NÃO percebi de todo, é a colisão de interesses entre os mandantes do Ministério da justiça e do Ministerio da administração interna prejudicando inequivocamente os soberanos direitos do cidadão comum. E isso é inaceitavel num estado que se diz de DIREITO.

  6. Quem acompanha esta noticia posso adiantar que já são 41 incendios no mesmo sitio sob o apanagio da impunidade- VIVA.

  7. gilberto rafael

    Pois bem que ninguém se espante , hoje já atingimos 42 incendios de fogo posto na Ameira do Incenso. Percebe-se que o crime compensa. A impunidade dos suspeitos mantem-se e logram continuadamente praticar os crimes sem que sejam incomodados. Não me espanta que num dia destes as vitimas,os prejudicados passam a arguidos pelo ” crime” da impaciencia.
    Louvado sejam eles.

    • E assim aconteceu em de jjulho 2016 pela detençao de um desgraçado de um residente que clamava por justiça e sumariamente julgado mais condenado de facto so em grandola

  8. Foram pelo menos dois suspeitos de incêndio posto presente junto do meretissimo juiz de setúbal , sim só em setubal, desengane-se quem aguarda por justiça em Grandola. relevo no caso em apreço que só ao fim de 42 incendios registados e 11 não registados que se vislumbrou algo que a população da Ameira do Incenso entende , o que se parece com JUSTIÇA. Penso que ninguem entende o que é conviver com cerca de 53 incendios junto de portas com seus bens a arder . è por demasiado evidente que alguem FALHOU SIM FALHOU. Penso que intentarei um processo contra o Estado para apurar as responsabilidades de quem deveria e MENOSPREZOU as suas competencias. Adianto que a Justiça nesse caso ainda não se finalizou. Em grandola o flagrante delito com dolo NÃO, de acordo com o artº 255 do CPP, INFERE, prisão preventiva. Ou.seja o alarido social continua, a população de grandola dado a esse exemplo encontra-se constrangida e temorisada , como descrente das autoridades que detem o DIREITO de proteger de acordo com a Constituição.
    Aguarda-se o desenvolvimento das proximas acções porque a justiça, neste caso, ainda,vai no adro.

  9. Quem acompanha esta noticia em GRÃNDOLA o flagrante delito com DOLO e com pena superior a 3 anos, desde que a queixa seja feita por particular, não é objecto de prisão preventiva. Questionamo-nos PORQUÊ PORQUÊ PORQUÊ ???????????????????????? Mas o particular pode deter na hora o autor do crime em flagrante . ENTÃO EM QUE FICAMOS ????? Somos todos autores de uma farsa.

  10. Sim sr Carlos Mateus essa familia merece o que a Lei procaniza nesses caso PRISÃO. Ninguem pode conviver com os autores suspeitos junto de suas casas , abrindo suas portas e ver os seus bens / patrimonio ardido por malvadez e encara-los como se nada se tivesse passado. Pelo jeito neste país os violadores, os pedófilos e os incendiarios tem logo á sua inteira disposição gente que se dispoe defender esses marginais da sociedade.
    Mas o que também não deixa de ser gritante, aberrante é ouvir uma Gnr , infelizmente por falta de meios pedir a população, ajuda para a detenção dos suspeitos, E quando é nesse caso apanhado em flagrante delito um autor de incendio , O MINISTÉRIO PUBLICO DE GRANDOLA, solta esse mesmo autor contra tudo o que se possa acreditar. JUSTIÇA EM GRANDOLA NÃO EXISTE ESTAMOS ENTREGUES Á NOS PROPRIOS,

  11. Pois bem já temos de regresso o incendiario suspeito da Ameira do Insenço na sua rica casinha com pulseira com todas as mordomias que julgar e entender. Mas atenta-se vale a pena ser criminoso neste país e porquê???? De imediato aparece uma bateria de assistentes sociais ” a que D el rei ” coitado do senhor tem-se ,que por conta de todos os contribuintes. agracea-lo com , subsidio de reinserção social. apoio psicologico. acompanhamento dos filhos , formação profissional , subsidio de transporte. subsidio de refeição , bolsa etc etc E ect. E quem paga ???? claro mais uma vez o coitado de quem trabalha para sustentar essa corja de marginais da sociedade. COLOCA-SE ENTÃO A QUESTÃO LEGITIMA???? Quem paga os prejuizos aos lesados que deixaram de produzir por ter os meios de produção ardidos???? Quem dá apoio psicologico aos lesados que ainda sonham com chamas a sua volta? Claro ninguém. E a finalização do processo de inquérito para apuramento da verdade em julgamento???? Claro quando houver lugar. Pois bem ser marginal em Portugal COMPENSA de imediato é protegido e sua familia economicamente assistida atraves de quem trabalha e paga impostos ENQUANTO que os prejudicados, os lesados, as vtimas DESESPERAM POR JUSTIÇA que tarda e nunca funciona em tempo util. Como prejudicado vejo-me talvez na obrigação de cometer algo marginal para ser tratado como gente OU seja como os marginais deste país são tratados (amor, carinho , deferencia ,subsidiario, assistencia gratuita etc etc) .
    E AS VITIMAS PÁ????????

  12. È uma indignação que roça o odio latente , a revolta dos lesados, o trauma, já se encontram residentes da Ameira sob vigilancia médica por doença nomeadamente com incapacidade para o trabalho, nunca vi um corrupio de assistentes sociais a acorrer de Santo André, da Camara Municipal de Grandola a prestarem os bons oficios para uma familia de incendiarios que lograram incendiar (1incendio em cada 4 dias) o patrimonio de pessoas humildes, trabalhadoras em que a sua desgraça foi ter terrenos contiguos com os marginais e vêm-se agora destituidos de meios de produção para o normal funcionamento da suas explorações como assim esfumar-se o investimento aplicado Sim, para aqueles HÁ de imediato, o apoio financeiro do Estado, (atraves dos pagadores de impostos-CONTRIBUINTES QUE TRABALHAM E DESCONTAM) mas as vitimas(QUE TRABALHAM,PAGAM E DESCONTAM) são desprezadas nesse processo.ALGUÉM DO ESTADO VEIO PERGUNTAR SE AS VITIMAS DOS INCENDIARIOS SE NECESSITAM DE ALGO???????
    Claro que não. Neste Pais de m,,,,,,,, quem prevarica é protegido quem cumpre é siderado.

    Pois bem enquanto cidadão e pagante de impostos , jamais ir-me-ei calar PERANTE A INJUSTIÇA e sempre lutarei e denunciarei quem nada produz e recebe sem ter contribuido É O CASO DESTES INCENDIARIOS .

    BASTA DE DAR A QUEM NADA FAZ E NADA FEZ PARA RECEBER.

    SEMEIA PARA COLHERES.

  13. Atente-se à justiça neste pais .
    Como pode um ARGUIDO ter 5 (cinco) direitos e apenas 3 (três) deveres. Só por si percebe-se que em Portugal, nem que seja , vale a pena cometer iícitos criminais. Não me venham com a prisão!!!! sabe-se que em Portugal 50% da pena é reduzida por força dos relatorios da reinserção social ou por imposição dos governos (falta de orçamento). A isso chama-se JUSTIÇA????????

  14. Ás entidades, que vem branquear com toda a deferência, os autores de 42 incendios de fogo posto na Ameira do Incenso em Grandola, nomeadamente a assistencia social, já se preocupou com a educação de quem com dez anos de idade já practica em cumplicidade crimes de incendio por fogo posto????? E de sobremaneira convive diariamente com um ambiente marginal, eivado de crime??????

    Penso que essa menina deve ter a preocupação de todos nós .

    COMPETE-NOS A TODOS NÓS DENUNCIAR ESSA SITUAÇÃO E COLMATAR AS DERIVAS QUE POSSAM ADVIR DESSA REALIDADE.

  15. Neste momento, como lhe confere, o estado como pessoa de bem e consequentemente quem o representa, de acordo com os bons oficios que a Lei manda, por conta de um processo que se encontra em segredo de justiça, ou seja em fase de inquerito e a aguardar despacho de acusação e /ou arquivamento , seguidamente iremos aguardar, caso for , a instrução do processo ou pelo arguido ou pelo Ministerio Público, se o Juiz de instrução criminal assim o entender, e continuamente nessa linha de fases do processo penal teremos então a acusação deduzida pelo Ministério Público e finalmente o JULGAMENTO que os residentes da Ameira do Incenso como a populaçao de Grandola anseia, curiosos, por além de se tratar de um caso unico em Portugal e no planeta (42 incendios de fogo posto) também perceberam que é tão facil por o concelho de grandola a fogo desde que alguem assim o entenda; Mas apesar dos tempos necessarios destas etapas, os lesados , os prejudicados , as vitimas dos incendiarios já PAGARAM A TAXAS para se tornarem assistentes do processo, e isso significa também pagamentos a juristas. É SEMPRE A PAGAR A PAGAR mesmo sem ser ressarcido dos seus prejuizos, ou mesmo vir a confrontar-se com um arquivamento de processo.
    VEREMOS

  16. Os residentes da Ameira do Incenso estão a alvitrar a tese de incuria perpretada pelas autoridades de direito Não aceitam que foi necessario 90 dias para que a justiça iniciasse a sua OBRIGAÇÃO. E ISSO É INACEITAVEL perante 42 incendios de fogo posto e 11 fogos postos não denunciados por intervenção, no seu apagamento , pelos residentes.. alguém falhou e tem que responder perante a LEI.
    Os incendios tinham prioridade para serem investigados na altura em que ocorreram,. Presentemente constata-se que, os marginais estão a receber as melhores deferências. (que digam as assistentes sociais e os serviços prisionais como a bateria de juristas que acompanham com todo o empenho o processo crime e provalvelmente estes ultimos, nomeados e pagos por todos nós)
    Sabe-se que se de imediato fossem entregues os autos de ocorrência a quem de direito e EM TEMPO UTIL , conforme a lei manda não teriamos decerto 42 incendios !!!!!!!! Nem os prejuizos que infligiram às vitimas.

    O ALARIDO SOCIAL MANTEM-SE EM SURDINA perante os factos.

    Aguardemos a evolução dos acontecimentos…………

  17. Nesta fase o inquérito está a chegar ao seu fim.sem que contudo os prejuizos contabilizados ultrapassam os iniciados projectados.Os residentes da Ameira do Incenso ainda hoje traumatizados questionam-se como é possivel coexistir com marginais que lograram SEM RAZOES APARENTES, reduzir a cinzas bens patrimoniais que levaram anos a serem implementados??? Tanta MALVADEZ demonstrada mais, tanta HIPOCRISIA manifestada junto das suas vitimas prestando solidariedade quando foram, eles proprios os autores dos incendios,rindo-se na cara dos lesados impotentes perante o avanço das chamas, Como podem estes marginais serem agora tratados com todo o decoro e deferencia pela autoridades sociais ?? quando as vitimas aguardaram sob fogo, durante 90 dias para que se iniciasse algo parecido com justiça ( porque esta se foi naquele tempo praticada jamais produziu efeitos) Conquanto como podemos encarar estes marginais doravante??? É uma situação que se encontra ao rubro sem se saber muito bem como vai acabar, Ha traumas profundos recalcados. Continuam pessoas com baixa médica, e pelas razoes isso é INACEITAVEL.

    O detonador psiquico esta armado e não sabemos se por qualquer motivo não deflagre por simpatia trazendo danos colaterais inesperados, AGUARDAMOS JUSTIÇA

  18. É evidente o mau estar por razoes obvias traduzidas no comportamento da assistente social/reinserção social no cometimento das funções de controlo da pulseira electronica/antena satelite do arguido/incendiario , É de relevar porque esse controlo é feito à hora de almoço. mais em dia de descanso ou seja ao domingo fora do olhar e possivel intervenção dos residentes da Ameira do incenso por demais revoltados e ávidos de justiça.Penso que por mais que a suposta justiça possa relevar os seus pergaminhos, a justiça popular ainda está bem presente na mente dos lesados, das vitimas em suma daqueles que ainda sofrem as consequencias de um marginal que sem razoes colocou diversas familias em perigo de sobrevivenvia. E ISSO É REPUGNANTE E NÃO HÁ CODIGO PENAL QUE APAGUE ESSA REVOLTA,

  19. Para quem acompanha este crime com preocupação, por não se saber de que forma vai acabar,tem-se, promovido mais o arguido/suspeito em prisão domiciliaria.Este como já referido com todas as mordomias e passeios higienicos conferidos mas não podemos descurar que se tratava de uma familia inteira a perpetrar os fogos postos, cada elemento tinha um papel e todos eles com um sentido – PROVOCAR DANOS EM COISA ALHEIA (ainda visiveis) mas como é sabido a Justiça tem diversas medidas de acordo com a interpretação do momento de quem decide— “embora todos nós saibamos que uma decisão tomada a seguir a uma noite de pesadelo é sempre diferente a de uma noite serena” perante o mesmo artª criminal. Em suma e sem reservas todos são suspeitos de fogo posto mas cada um tem medidas de coação ou seja 1º prisao domiciliaria 2º apresentação periodica .3º termo de identidade e residencia , ressalvando-se uma menor que merece toda a n/ preocupação por se encontrar em ambiente hostil á sua educação e ao seu crescimento, mais, induzindo mácula na sua vida social.

    Foram os termos que a justiça ditou MAS PORRA, alguém da justiça se preocupa com os lesados que todos os dias se confrontam com avistamentos daqueles que lhes causaram prejuizos e forçando-os a usar todos os mecanismos de controlo de emoções, pulsões que decerto a serem postos em pratica seriam uma TERAPIA para o n/ inconsciente e erradicar de vez esse trauma que nos acompanha todos os dias.

    EXIGIMOS JUSTIÇA

  20. Constato que o meu ultimo comentario foi liminarmente retirado do artigo pela RADIO SINES, pelo facto apenas me resta agradecer á liberdade de expressão que me concederam até este momento, não tendo outra posição Sr.JOAQUIM BERNARDO,doravante deixar de comentar democraticamente e de forma séria os incendios tidos na Ameira do Incenso.
    Agradeço nesse seguimento que elimine todos os meus comentarios referente ao assunto em apreço.
    O meu bem Haja e não deixarei de acompanhar as v/ noticias que sempre me foram do meu agrado como daqueles que me seguiram atraves dos meus comentários.
    O meu obrigado

  21. Bem !!!!! relevo o v/ recue ou apenas terei de aceitar um lapso informatico.
    Contudo o meu obrigado por me permitirem comentar e continuar a ser acompanhado por quem tem interesse nessa noticia unica no país e com a elevação que ela merece

  22. A vergonha continua, a prisão domiciliaria confinada apenas ao domicilio foi alargada para uma restante parte de sua propriedade, resultando pelo efeito desagrado revolta e descrença na justiça, Os serviços prisionais e as assistentes sociais ainda não perceberam que colocar á vista dos lesados o autor dos crimes de fogo posto.cria alarido social desnecessario e perigoso. Os lesados tem perante os seus olhos e todos os dias os DANOS INJUSTIFICADOS que esses marginais causaram.

    Também se sabe que a REINSERÇÃO SOCIAL e seus assistentes, andam a dar seguimento á angariação de VERBAS para o pagamento dos juristas que detem a defesa dos marginais. BEM ESTA É DE BRADAR AOS CÉUS E QUE O MUNDO NOS CAIA EM N/ CABEÇAS QUE NÃO MERECEMOS TAMANHA AFRONTA,

    OU SEJA
    A Policia Judiciaria no exercicio da suas competencias PRENDE os marginais, a Reinserção social,subsidia, acompanha,liberta MAIS angaria verbas para o pagamento da defesa dos marginais e ambos pertencem ao MINISTÉRIO DA JUSTIÇA. Isto é um PARADOXO. A isto é ao que se denomina de criminalidade contínua.

    CONCOMITANTEMENTE
    os maginais têm a sua vida estabilizada com:
    –Liberdade condicional alargada.
    –Acesso aos subsidios
    –Exercicio da sua actividade profissional sem danos

    MAS MAIS ABERRANTE é a reinserção social ceder disponibilidade financeira para o pagamento dos juristas de defesa.

    Esta situação carece de um requerimento ao Ministério Público para averiguação da actuação da Reinserção Social e seus assistente no caso em apreço.

    Pensamos que existe fortes indicios de se exeder os limites e exorbitar as competencias.

    Como ´e possivel um lesado conviver com todos os deleites que um marginal é agraciado e aquele não ter dinheiro para pagar o seu advogado como repor os seu bens a funcionar por estarem inoperantes pela acçao
    destruitiva dos marginais.

  23. Ora percebamos DE UMA VEZ POR TODAS o que está a acontecer de uma forma linear —OS NOSSOS IMPOSTOS OU SEJA O QUE PAGAMOS PARA O ESTADO EM IRS, IMI, IRC, IS,IVA ETC ETC ESTÁ SER UTILIZADO PARA QUEM COMETEU CRIMES . ESSA UTILIZAÇÃO DE DINHEIROS PÚBLICOS TEM COMO FINALIDADE A DEFESA DE QUEM COMETEU CRIMES.
    E como pagadores de impostos e pessoas de bem jamais poderemos que umas quaisquer assistentes sociais merecedoras de toda a vénia e respeito,assumam a defesa de criminosos em detrimento daqueles que cumprem a Lei,
    E no n/ entendimento é uma afronta que decerto terá a sua resposta em sede propria confrontando todos os intervenientes deste processo,

    Desde quando, quem comete crimes é protegido com os dinheiros dos n/ impostos, quando os lesados não o têm para fazer face aos prejuizos cometidos por aqueles que os causaram?????????

    Como é possivel que neste país de m…… o criminoso é tratado com toda a elevação e o desgraçado da vitima /lesado do criminoso é tratado como se fosse O criminoso???? Isto é democracia???? Isto é justiça????

    Parece-me que pessoas formadas e de bem por mais cultas possam ser. consigam apelar intrinsecamente, em justeza e agir de acordo com o inconformismo, perante a injustiça que a própria justiça portuguesa quer impor?????

    Isto não vai acabar bem ,tenho a certeza,

    Porque neste momento passando- se pela insolvência por causas de terceiros, não ha outra dignidade senão aquela ,pedagogicamente, recolocar os causadores desta situação no LUGAR que lhe estão adstritos.

    Gilberto Rafael
    ( lesado dos incendiarios)

  24. Na qualidade de lesado/vitima, apraz-me o direito de questionar se a Direcção Geral de Reinserção social nomeadamente os Serviços Prisionais tem conhecimento, em tempo, DIGO em tempo do local onde este portador de pulseira electrónica, ou seja o suspeito/arguido dos fogos postos na Ameira do Incenso se encontra???? , Este exercicio é fundamental e requer o conhecimento de todos os residentes por se saber que a justiça entendeu colocar” a raposa no meio do galinheiro” e ninguém se sente em segurança, REPITO ninguém se sente em segurança, mas decerto todos em estado de alerta permanente e prontos para actuar de acordo com a defesa dos seus bens e vidas.
    Esta questão é pertinente porque para quem não saiba noutra situação em que já existe um recluso as suas saídas precárias não são vigiadas/acompanhadas ou seja não são controladas por essa mesma reinserção social que é a mesma que tem a responsabilidade da vigilancia neste caso em apreço. Não é por acaso que os reclusos aproveitam as suas saídas precarias para fugirem, encontrando – se anos em ausencia ilegitima.
    Em suma;
    Estas situações dúbias revelam incertezas, receios, duvidas e um abandono forçado aos direitos dos lesados. Por quanto se houver lugar a algum dissabor bem podemos esperar pela acçâo da reinserção social e serviços prisionais.

  25. Relevo quem ama o que É justiça e mereça o respeito do HOMEM como Ser , enquadrado num meio que lhe é hostil e sobretudo naqueles,e neste sentido lhes deixam recalcamentos psiquiatricos que necessitam de cuidados da especialidade ou sejam eivados de mazelas para o resto de sua vida,.E essas são de forma cientificamente provadas atravês de analises cognitivas/recalcamentos NÃO PODE DE FORMA NENHUMA apesar da lei permitir, JURISTAS/ADVOGADOS tomar a defesa de incendiarios , e não refiro nomes, DA PRAÇA DE GRANDOLA por me sentir enojado como ser humano. cruzar-me com esse adjecto que apenas o sentido de sua vida objectiva é o lucro descurando o direito da verdade da essencia e acima de tudo o desprezo da sua ética profissional e, a fazer de conta que se trata de pessoa de BEM por mais que o direito o permita defender quem é criminoso , SIM RELEVO QUEM DEVERIA SER CONSIDERADO CRIMINOSO- SÃO AS INDIVIDUALIDADES QUE TEM O CONHECIMENTO DA VERDADE E LOGRAM DEFENDER QUEM SE ESCUSA Á JUSTIÇA..
    Repugna-me que possamos coexistir com essa escumalha da sociedade,
    Esta sociedade é uma farsa . é uma mentira ,
    o criminoso é defendido o lesado é siderado,

    • Foram premonições que tiveram lugar, nomeadamente a detenção por quem reclamou apenas justiça. Foi tentado um firme ataque para calar quem denunciou os incendios ocorridos de uma forma transversal e não se coibiu SEMPRE de focar os intervenientes do SISTEMA que durante duas épocas estivais (2015-2016) assobiaram para o ar.

  26. No seguimento do comentário anterior, sinto a necessidade de denunciar que um jurista da praça de Grandola, defensor dos incendiarios da Ameira do Incenso. repugnamente intentou a anulação das medidas de coacção aos pretensos criminosos como se de facto se tratasse da inocencia criminal dos lesados/vitimas dos incendios barbaros que os supostos criminosos /incenciarios praticaram na Ameira do Incenso.
    Penso que a ordem dos advogados devera ter conhecimento da falta de isenção deste jurista que apenas tem como sentido único libertar os supostos criminoso a revelia do que se pretende ” JUSTIÇA PURA E CRUA”.
    Em boa verdade apraz-me enunciar que o sr Dr Juiz de instrução Criminal entendeu , e bem , em defesa dos lesados não dar provimento a esse jurista da praça de Grandola e reiterou as medidas de coacçao que foram determinadas/propostas pelo Ministério Público/policia judiciaria aceites pelo Meretíssimo Sr Dr Juiz de insrução criminal.

    GILBERTO RAFAEL (VITIMA/ LESADO/INSOLVENTE )

    OBRIGADO SENHOR JURISTA POR ME ALIMENTAR A COMBATER TUDO O QUE ESTIVER AO MEU ALCANCE PARA QUE A JUSTIÇA SURDA SEMPRE EM RELAÇÃO AOS ” JOGADORES DA TRETA”

    BEM HAJA

  27. Dado á importancia do processo que este crime público tem, como é de direito e natural, e concomitamtemente despertado a atenção dos cidadãos, é de facto relevante que o processo crime concernante aos suspeitos /arguidos/lesados/vitimas referente aos incendios de fogo posto no sitio da Ameira do Insenço- grandola ou sejam 42 incendios criminosos em 90 dias,informar que o processo nas proximas semanas será tornado visivel/ acessivel a quem de direito.

    Penso que chegou o momento em que o isento Jornal Correio da Manhã, CMTV, acompanhe o desenvolvimento deste processo, digno de noticia nacional , pugnando como lhe confere a informação actualizada e digna de uma estação informativa respeitada.

  28. Já referi em comentários anteriores que este processo tem todos os ingredientes para que não tenha um fim com uma solução correspondente a que a justiça preconiza.
    Atente-se. é inimaginável . e inconsequente mas deveras muito perigoso , um marginal/ arguido/ suspeito que se tem que apresentar como medida de coacção junto da GNR de Grandola tenha, neste momentp o desplante E a ousadia de atentar a justiça PROVOCANDO OS LESADOS / VITIMAS. DOS PRÓPRIOS INCENDIOS QUE SUSPEITAMENTE PROVOCOU NA AMEIRA DO INCENSO como se tivesse a apologia da inocencia trata – se de UM PUTO DE 19 ANOS ARMADO EM GALO E QUE SE RIU AQUANDO INCENDIO DO PALHEIRO NA CARA DO LESADO PERANTE ESTE (92 anos de idade) PROSTRADO NO CHÃO A CHORAR PELA MALVADEZ PRATICADA;.Contudo em todas as vezes que foi detido chorava 24 horas seguidas , tanto na cadeia de Setubal como GNR de grandola como assim na Policia Judiciaria . É lamentavel que tenha a memória curta ou queira voltar a ser tratdo como deveria ser . trata se de um caso de crime permanente por seu comportamento ser patologico ou em consciencia provocar um facto para posteriormente se ilibar dos seus crimes ou seja, desdem e provoca os residentes da Ameira do Incenso como se DETIVESSE a razão e consequentemente descura que essas provocações vão ter o reverso e podem ser muito acutilantes . ATÉ QUE PONTO NOS CHEGAMOS . ISTO NAO VAI ACABAR BEM ,.
    As suas provocações terão de imediato um requerimento ao Ministério Público./ reinserção social. NÃO É ADMISSIVEL. E no meu entendimento quem também tem responsabilidades é a ineficacia da REINSERÇÃO SOCIAL QUE ESTA AQUEM DAS SUA RESPONSABILIDADES.

    Este meu papel informativo contínuo tem como fundamento informar quem sofre por injustiça e não pode de forma nenhuma resignar-se como se nada tivesse lugar.

    COMO SE PODE PROVOCAR INOCENTES A PREVARICAR QUANDO SE É O CAUSADOR DO PRÓPRIO MOTIVO PARA O EFEITO.

  29. Já foi deduzido despacho de ACUSAÇÃO pelo Ministério Público em processo comum com intervenção do Tribunal Colectivo aos três arguidos suspeitos de fogo posto no sitio da Ameira do Incenso
    Dada à factualidade violenta complexa, EXISTINDO, estão PERANTE uma moldura penal em que A PUNIÇÃO É PENA DE PRISÃO SUPERIOR A 8 ANOS ,
    De facto , no caso em apreço, estamos perante 32 crimes apurados em investigação, levados a cabo contra uma pluralidade de ofendidos e que engloba 3 arguidos em co-autoria material, concurso real e na forma consumada de fogos florestais.

    Agora vamos esperar pela abertura da instrução e mormente o JULGAMENTO.

    Mais!!!! não obstante o despacho de pronuncia do ministério Público, em acto de desespero, pensamos nós , os arguidos logram , disparar processos de difamação contra os lesados/vitimas/ou sejamA os incautos deste processo,,,,,, Como dizia o n/ saudoso FERNANDO PESSA
    E E S T A !!!! H E I N.!!!!!

  30. gilberto rafael

    Já foram pagas as taxas de justiça de quem se tornou assistente do processo nº 52/15.9GAGDL que deu lugar aos 32 incendios de fogo posto na Ameira do Incenso – Grandola

    Pois bem , o problema com que se deparam estes humildes lesados , vitimas dos incendiarios para serem ressarcidos dos prejuizos que lhes foram acometidos por uma familia que lograram desruir os seus patrimonios tem que pagar taxas processuais na ordem de € 1000.00 E O FACTO É QUE ESSES LESADOS NÃO TEM DINHEIRO PARA PAGAR AS CUSTAS JUDICIAIS………….. E ISSO NUM ESTADO DE DIREITO É INACEITAVEL…….PERCEBO FINALMENTE QUE HÁ DUAS JUSTIÇAS——— A JUSTIÇA DOS ENDINHEIRADOS E A JUSTIÇA DOS POBRETANAS.
    Pois bem poderao encaminhar para apoio judiciario, os lesados para as casas do povo, poderao encaminhar os lesados para o MP etc etc … por o que se sabe é mais facil desistir do que avançar Diga~se …… o processo é tão complicado que logo á primeira palavra do funcionario é de virar costas.

    Em suma:

    1. Um cidadão é acometido de um prejuizo practicado por um terceiro-

    2. Apresenta queixa e aguarda que seja ressarcido do prejuizo que lhe cometeram.

    MAS PARA TAL (e simplificando)

    3. Necessita de jurista

    4. Tem que pagar as custas para promover-se a assistente do processo

    5. Tem que pagar as taxas de Justiça que ” que são um roubo um exagero”

    6. Tem que pagar os honorarios do jurista

    7. Aguarda infindamente até ao seu proprio esquecimento que tem um processo civel/crime em curso.

    8. Por fim julga-se

    o arquido, e este não tem meios para pagar!!!!!!!!!!!! , fica uma nota de liquidação. e mais tarde o delinquente/arguido/marginal abre um processo de insolvencia que lhe permite furtar-se ao pagamento de prejuizos cometidos a terceiros e PRONTO VIVA A JUSTIÇA PORTUGUESA ,.HÁ SEMPRE UMA FUGA PARA O DELINQUENTE.

    O MARGINAL ESTÁ SEMPRE IN,, NA MAIOR,

    O DESGRAÇADO DO LESADO ESTA SEMPRE OFF., NA FOSSA

    POR FIM

    quem paga os prejuizos dos lesados?????????????????

    Quem vai pagar os prejuizos dos residentes da Ameira do Incenso que não tem dinheiro para sua defesa???????????????? DIGAM-ME —–QUEM??????????

    E ainda dizem que acreditam na JUSTIÇA????????

    E CLARO OS ARGUIDOS INCENDIARIOS BATEM PALMAS DE QUE NÃO VÃO PAGAR ALGUNS PREJUIZOS PRECISAMENTE AQUELES QUE MAIS NECESSITARIAM ,

    ESTA SITUAÇÃO DEVERIA SER TRATADA Á MODA DO NORTE.

    BEM HAJA A QUEM PARTILHA DESTAS MENSAGENS .

    • Finalmente o que se previu está a acontecer em Portugal.
      A Lei das insolvências criada vem apenas criar revolta nas vitimas por acção desses burlôes que se aproveitam dos dinheiros dos particulares/empresa ou causam prejuizos a terceiros, vivem Á GRANDE (passo o eufemismo) durante uma vida. organizam-se temporalmente para que a justiça deixe de actuar , e pedem seguidamente A FAMIGERADA INSOLVÊNCIA que lhes permitem , durante 5 anos, terem o estatuto de INTOCÁVEIS.
      ESTA “IN” JUSTIÇA dá luz verde a que a vitima possa actuar de acordo o que de facto é justiça ou SEJA veja-se o que está a acontecer em Braga com o rapto de um empresario que ficou a dever, milhões de Euros,colocando outros empresarios em situação de insolvencia e de desespero.

  31. gilberto rafael

    É notório passado, este tempo, o trauma psicologico dos residentes das Ameiras do Incenso. É de tal forma ainda evidente que dada a aproximação do calor e dos dias mais longos, e sabendo~se que os acusados neste momento tentam alterar a opinião pública em sua defesa ( diga-se sem efeito), os residentes receiam, que em cumprimento dessa intenção venham até ao julgamento protagonizar ( ainda se encontram dois arguidos com mobilidade total) ou encomendar qualquer continuidade da acção criminosa, como justificação de sua PRETENSA E DESESPERADA inculpabilidade e assim inocentarem-se dos crime cometidos.

    Este receio é de facto uma advertência que tem legitimidade e tem efeito cautelar.

  32. gilberto rafael

    De facto sr Francisco Brás. este processo só terá o seu alivio, extensivo aos residentes das Ameiras do Incenso quando essa familia for colocada no lugar que procuraram ou seja A PRISÃO. Posso lhe adiantar que os lesados não aguardam outro desfecho que não a PRISÃO. Ninguém de bom senso e normal pode continuar a conviver por força da geografia com marginais tendo a unica razão dos seus actos provocar aos seus vizinhos dano e prejuizo patrimonial.assim bem que traumas psicologicos requerendo acompanhamento médico e isso é inaceitavel como imperdoavel. Mas em que mundo vivemos???? Os residentes questionam-se como será a reacção natural de um contacto proximo com estes marginais se a Justiça ousar libertar tal gentalha e colocá-los no seio da problemática.
    Pois bem Sr. Francisco. a Lei não nos permite fazer justiça por si, mas garanto-lhe que se aquela não funcionar não sei se terei discernimento, sangue frio, saúde mental ,cobardia por não actuar como um ser HUMANO, neste caso considerar-me, de indóle semelhante.
    Por mais que se queira dissociar-se dos problemas violentamente trazidos por essa familia é impensavel serem inocentados pela Justiça e ao não se verificar, seria a descrença total em quem depositamos o garante da ordem em comunidade.
    NÃO PODE HAVER TOLERÂNCIA PARA A MALVADEZ.

  33. gilberto rafael

    Deduzida a acusação. PRISÃO SUPERIOR A 8 ANOS Á FAMILIA, os residentes aguardam pacientemente o julgamento sem contudo a revolta coexistir diariamente nas suas labutas agro-pecuarias. E PORQUÊ????? os investimentos tidos nas suas explorações estão inoperantes e ardidos e com grande dificuldade descapitalizados, tentam repor . claro sem os objectos inicialmente aduzidos aos seus projectos de vida, da melhor forma possivel . Contudo e aí é onde versa a revolta dos LESADOS, ao verificar que A FAMILIA ACUSADA consegue naturalmente e na continuidade do que estavam a aplicar na sua exploração organizar sua VIDINHA ou seja A GESTÃO ROTINEIRA DA SUA EXPLORAÇÃO AGRO-PECUARIA, sem danos produzidos ou mácula., enquanto que os lesados vêm-se a braços com dificuldades financeiras para repor os seus investimentos a render e de acordo com os seus anseios.
    SEM O RESSARCIMENTO DOS PREJUIZOS CAUSADOS POR ESSA FAMILIA HAVERÁ DECERTO INSOLVÊNCIAS.

    Aguardamos por JUSTIÇA.

  34. gilberto rafael

    È de estranhar, por dizer que até que enfim o bom senso prevaleceu junto daqueles que por excesso de deferencia não deixavam de prestar vassalagem aos acusados e nessa continuidade a Exma Sra de Santo André da Reinserção Social chegou a defender os marginais ao ponto de colocar os lesados numa situação de falta de HUMANIDADE, atenta – se o que essas senhoras são capazes de ofender quem hoje se vê a braços com prejuizos acima dos € 200.000.00, claro chegaram mesmo a contrariar quem acompanhou de perto alguns incendios ao ponto de lhes gratuitamente lhes oferendarem aquilo que todo o mortal sabe, passo a citar,– Todos são inocentes até prova ao contrario. Pois bem nessa caso não haveria dúvidas por todos os envolvidos e pelo desfecho da acusação proferida pelo MP. Penso que seria bom a Reinserção Social se ABSTER de comentarios torpes que acicataram naquele momento quem se viu em perigo de vida com incendios junto de suas casas, explorações agricolas e bens. Conclue que foi uma falta de respeito institucional perante quem ainda hoje sofre as consequencias de tais brutalidades: E pelos comentários trazidos pelos lesados e pelo exposto essas pessoas, NÃO SÃO BEM VINDAS, nas Ameiras do Incenso,

  35. gilberto rafael

    Pensamos que o processo teve um atraso motivado, por interposto recurso, pelo suspeito/acusado no tribunal da Relação de Évora na tentativa da revogação da sua medida coerciva de privação de liberdade, em que recaiu a decisão proferida pelo Mrº Juiz de não dar provimento à sua pretensão e consequentemente continuar nos termos já existentes com vigilância electrónica confinado à sua HABITAÇÃO.
    O texto é explicito quanto ao local onde se deve encontrar ou seja na sua HABITAÇÃO, contudo o acusado tem sido visto SIM num espaço que no n/ entendimento ultrapassa o que foi determinado pelo Mrº Juiz desde do início do processo. Estamos em crer que alguem na tramitação do processo tenha exacerbado a area não tão somente confinada à sua residência mas sim mais abrangente e, por consequência permitir o seu avistamento diário na sua quinta e desde logo relembrar aos lesados o terror por que passaram, provocando o descontentamento e alarido social permanente naquela zona – Brejo das Ameiras do Incenso.

    Aguardamos sinceramente que com a retoma do processo e antes do verão pleno e férias judiciais tenhamos o julgamento.
    Prevê-se que seja um julgamento longo, dado a inúmera prova testemunhal comportada.

  36. gilberto rafael

    Temos conhecimento que os inúmeros volumes que constam do processo (cerca de 11 a 12) chegaram a Setúbal junto de quem vai , finalmente julgar este caso mediatico , único no país e digno de ser registado no famoso livro “guinness world records” pelas piores razões. Não nos candidatamos porque entendemos que um filho de Grândola, apesar de a ter manchada, não pode ofuscar a riqueza estrutural intrinseca no seio turístico, social , gastronomico, economíco e riqueza histórica das suas gentes, tendo até sido cantada por um grande prosador/poeta/democrata/cantador/ que catapultou com a canção ” GRANDOLA VILA MORENA” a senha para o inicio da LIBERDADE E DEMOCRACIA no dia 25 de Abril de 1974 em Portugal. a quem presto neste momento o meu maior respeito:, Estamos de facto a elevar o n/ querido JOSÉ AFONSO.

    Não deixamos de relevar a n/ tristeza por verificar que propriedades da zona dos Brejos das Ameiras do Incenso, por motivos, ainda por descortinar, carecendo uma analise mais aprofundada provavelmente com alguma relação com os incendios do fogo posto. encontram-se à venda, proporcionando no aglomerado a infeliz desertificação de que tanto combatemos.

  37. gilberto rafael

    Como é sabido. os suspeitos /arguidos dos fogos postos nas Ameiras do Incenso, estão proibidos de forma expressa pelo Tribunal, quaisquer contactos com os lesados. Todavia, pode não haver contacto de proximidade, mas existe a provocação à distância, nomeadamente atravês de gestos velados de agressões, da deslocação intimidatória junto das vedações /extremas aquando os lesado estão no exercicio agricola na sua propriedade, a fixação visual irritante e provocatória, de quem aguarda uma oportunidade para explodir e explanar a sua raiva por terem sido suspeitamete desmascarados nas suas reiteradas incursões criminais do fogo posto( 1 fogo posto a cada 2/3 dias) naquela zona. QUE SE DIGA, É UMA PROVOCAÇÃO QUE NÃO TEM PERDÃO.
    De facto o perfil psicológico desta familia suspeita é de levar em consideração e denunciar junto das autoridades policiais, o revanchismo latente PRONTO PARA EMERGIR, mas encoberto pelas medidas de coacção proferidas pelo douto saber do tribunal.
    Verifica-se um irredentismo, existe uma postura não redimida, não entendem que a situação em que se encontram foi por causa própria, denota-se um desejo obstinado de VINGANÇA, ou seja uma desforra com todos os que entenderam falar verdade sem receio de retaliações, apesar do conhecimento generalizado da estória passada propalada.

    Enfim estamos preparados agora e no futuro seja qual for o desfecho do julgamento.

    Conquanto os lesados NÃO ACREDITAM porventura na reabilitação social protagonizada pelas sras”assistentes sociais” na recuperação e equilibrio psicologico, a quem tanto se prestam.

  38. gilberto rafael

    AOS INTERESSADOS.

    O JULGAMENTO DO PROCESSO 52/15.9GAGDL

    (INCENDIOS DAS AMEIRAS DO INCENSO)

    TERÁ LUGAR NA COMARCA DE SETÚBAL

    INSTRUÇÃO CENTRAL NA SECÇÃO CRIMINAL –J4

    NO DIA 14 DE SETEMBRO DE 2016 ÀS 09H30

  39. gilberto rafael

    É confrangedor passar-se mais 4 meses a aguardar o julgamento, não pelo prazo, (1 ano à data do inicio das investigações) mas sim porque os lesados estão com MEDO de mais acções criminosas nos seus terrenos, bens e consequentemente pela colocação de suas vidas em perigo. A época estival está aí e apesar de se ter cumprido a lei quanto aos aceiros/atalhadas estabelecidos, o TRAUMA dos incêndios do passado ano, ainda está bem presente na mente dos residentes cuja convicção alimentada por ver todos os dias os estragos cometidos pelos incendiarios.

    E
    deve-se esse alarido social por se encontrarem mais elementos dos acusados pelo MP, com livre circulação podendo fazer valer a todo o momento as caracteristicas dos seus perfis psicológicos traduzidos na obsessão da VINGANÇA E DESFORRA por/e a quem teve a coragem de denunciar os autores dos incendios.

    Veremos o que as autoridades dirão sobre uma eventual acção agora descrita.

    • Anonimo indignado

      Este comentario revela bem naquela data o receio de que em 2016, voltasse a ocorrencia de incendios colocados por mão criminosa – O QUE SE VEIO A CONSUMAR DESDE 18 DE JUNHO ATÉ 19 DE OUTUBRO,

      MAIS

      PROTAGONIZADOS PELOS SUSPEITOS , AINDA 1 MÊS ANTES DO INICIO DOS CRIMES,

      Mas apesar do comentador ser seguido pelas autoridades na comunicação social, NINGUEM EM TEMPO, OU SEJAM AS AUTORIDADES DO APARELHO DA JUSTIÇA LOGRARAM POR FIM AOS INCENDIOS / INCENDIARIOS em 2016, mesmo tendo conhecimento do que iria acontecer.

      Nem se dignaram actuar preventivamente.

      Claro, a não haver justiça, para o Ano de 2017 teremos os mesmos suspeitos , os mesmos crimes serem cometidos sob a complacencia das autoridades .

      E não se diga que o comentador esta a especular , e mais uma vez ser detido e cabalamente julgado sumariamente por apenas denunciar as verdades clamar por acção da dormencia das autoridades e por a nu como vai o ESTADO DA JUSTIÇA NO N/ PAÍS E QUE O DIGA A SRA DRª VAN DUNEM ilustre Ministra da Justiça que no dia do Aniversario da ugt dissertou, e publicamente conhecido o anuncio sobre O ESTADO DA JUSTIÇA EM PORTUGAL,(penso que melhor definição não podera ter lugar).

  40. gilberto rafael

    Os incêndios de fogo posto colocados DENTRO DA PROPRIEDADE COM DOLO E JUNTO DE HABITAÇÃO COM INVASÃO GRATUITA, podem configurar no quadro legal e criminal uma TENTATIVA DE HOMICIDIO e depende da prova ” animus necandi”.
    Esta hipotese não está descartada de todo em certas situações acometidas pelos suspeitos.
    É algo ainda a considerar pela defesa nem que se tenha aventar processo independente e em paralelo.
    Os residentes não estão tranquilos e algo vai ter que ser feito para repor a tranquilidade social naquela localidade.

  41. Será que em Setembro não temos mais casos ? Com o tempo que temos tido esperemos que estes artistas não se lembrem de vir com ideias.

  42. gilberto rafael

    Pois bem sr anónimo tudo está em aberto. As autoridades de direito já tem conhecimento dos receios dos residentes/lesados. Contudo seria uma idiotice sem paralelo se ousarem continuar ou ao seu pedido a acção criminosa de fogo posto;.Dos, mais de 8 anos de prisão ,pedidos pelo Ministério Público, passariam decerto para o dobro.
    Enfim, esperemos que não tenhamos que passar por essa situação a bem de todos.

    VEREMOS

  43. Infelizmente a saga continua. Já se somam 3 ocorrências, em que a area ardida supera já a area das mais de quatro dezenas de ocorrências do ano passado. Até quando perguntamos nós! Quando termina tudo isto? Será preciso haver sangue?

  44. Alfredo da Costa

    Conhecia o caso por alto. Encontrei aqui esta noticia e vi os comentários.
    Questiono-me como é possível em pleno século XXI Esta barbaridade acontecer.

    -São Identificados 4 Suspeitos,
    -2 deles com penas de coação aplicadas;
    – julgamento marcado

    Em 2016 já aconteceram 4 Incêndios com os mesmos contornos. É preciso mais o que para deter toda a familia?
    Aguardemos com a esperança que não se registem mais ocorrências.

    Força a todos os moradores.
    Sr Gilberto não desanime, a justiça não tarda vai dar frutos.

    • Sr anonimo, ———— as n/ autoridades estão para os incendios como nós estamos para sua descredibilização—— e sabe porquê apos 60 vou repetir 60 incendios no seu total e no mesmo local e fraseando o povo —– ————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————–PINTAVA A MINHA CARA DE PRETO.

      Mas agora aparece um novo cenário, a tentativa de branqueamento pelos suspeitos que são os mesmos com umas “ajudinhas de fora” ESTA NOVA REMESSA DE INCENDIO NAS AMEIRAS DO INCENSO tentando com isso fazer crer que jamais terão tido algo com os incendios.

      Mas sr anonimo este drama não acaba aqui ´e que agora a Gnr de grandola cansada da sua impotencia na resolução do problema age desesperadamente na DETENÇÃO DE LESADOS POR DESOBEDIENCIA …..tome bem nota COM DIREITO A PROCESSO SUMARIO COM JULGAMENTO IMEDIATO—— PELO FACTO DA VITIMA RECLAMAR SEUS DIREITOS DE CIDADANIA NA RESOLUÇÃO DO INCENDIOS.

      MAS QUE PODER MEU DEUS E PRESTOU-SE JURAMENTO PELA LEI E PALA GREI ( POVO)

      Pois bem qualquer leitor deste comentário deverá REFLECTIR E TIRAR AS ILAÇÕES QUE MELHOR JULGAR ENTENDER DESTA PRATICA.

      EM SUMA OS LESADOS VÃO DETIDOS E JULGADOS OS INCENDIARIOS ESTÃO SOLTOS .

      ISTO É ENTENDIVEL A QUALQUER COMUM DOS MORTAIS????????????????????????

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.