Município de Santiago do Cacém lança Plano de Combate ao Insucesso Escolar

0

O Fórum Pensar a Educação, promovido pela Câmara Municipal de Santiago do Cacém, reuniu no dia 2 de fevereiro, no Auditório Municipal António Chainho, mais de uma centena de pessoas ligadas à comunidade educativa do Concelho para debater as estratégias e a necessidade da educação não formal no combate ao insucesso escolar.

O Presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, explicou que a Autarquia aproveitou os Fundos Comunitários “através de uma linha de financiamento que contemplava o que os técnicos designam por educação não formal e que dava pela primeira vez uma responsabilidade acentuada às autarquias. Foi nesse sentido que preparámos e apresentámos uma candidatura ao Programa Operacional Regional do Alentejo – Alentejo 2020  e conseguimos captar um investimento de praticamente um milhão de euros a aplicar num prazo de três anos.”

O Município concebeu o Plano, que designa de Insucesso Zero/Igualdade na Educação e visa:  Promover a Educação Não Formal; Integrar as Tecnologias da  Informação  nos processos educativos; Mobilizar as famílias para a importância da Escola e do Conhecimento; Disponibilizar recursos educativos aos docentes, que compreende atividades nas áreas da educação ambiental, patrimonial, expressão musical e promoção do livro e da leitura. “Não se trata de substituirmos a escola, pois o papel desta instituição é central na educação, nem os encarregados de educação, pretendemos antes ser um complemento e nesse sentido estamos a desenvolver um conjunto de 28 ações em áreas como o ambiente, a cultura, o desporto ou a leitura para de facto combatermos o insucesso escolar” sublinha Álvaro Beijinha.

O vereador com o Pelouro da Educação na Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Jaime Cáceres, encerrou os trabalhos deixando a nota de que “o objetivo do plano Insucesso Zero/Igualdade na Educação é de que em conjunto os intervenientes devem trabalhar em parceria para encontrar respostas de combate ao insucesso escolar.” Jaime Cáceres defende a criação de um Observatório da Educação cuja função seria a de monitorizar a evolução das ações desenvolvidas.

O Município de Santiago do Cacém entende que, através destas ações, pode contribuir para o enriquecimento dos percursos escolares com a sua intervenção socioeducativa e cultural, junto das famílias, das crianças e dos jovens, proporcionando aprendizagens diversas ao nível da educação não formal.

O Fórum Pensar a Educação contou com a presença dos oradores: José Verdasca – Coordenador Nacional da Estrutura de Missão do Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar; Elsa Conde – Subcomissária do Plano Nacional de Leitura-2027; Manuel Rocha Professor de violino do Conservatório de Música de Coimbra e Presidente Comissão Instaladora do Conservatório de Música de Loulé e Manuela Esteves do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa.

O Fórum Pensar a Educação é uma iniciativa integrada no programa municipal de combate ao insucesso escolar “Programa Insucesso Zero | Igualdade na Educação”, elaborado pela Câmara Municipal de Santiago do Cacém com o apoio do Programa Operacional Regional Alentejo 2020 e cofinanciado pelo Fundo Social Europeu.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.