Odemira Integra Comissão Coordenadora da Rede Portuguesa das Cidades Educadoras

0

O Município de Odemira foi reeleito, pela terceira vez, para a Comissão Coordenadora da Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadores, no Encontro Nacional que decorreu no passado dia 8 de fevereiro, em S. João da Madeira.

Estão presentes na Coordenação os Municípios de Lisboa (por inerência, pois representa Portugal na Associação Internacional das Cidades Educadoras), Lagoa (que receberá o congresso nacional da rede em 2019), Odemira, Torres Vedras, Almada, Loulé e Vila Nova de Famalicão. De entre 14 municípios candidatos, Odemira foi o terceiro com maior votação.

As cidades educadoras trabalham para que a educação seja o eixo transversal de todas as políticas locais. A Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras é constituída por 74 municípios portugueses que são membros da Associação Internacional das Cidades Educadoras – AICE e, como tal, assinaram a Carta das Cidades Educadoras, que constitui um elemento unificador na definição das políticas dos municípios membros.

O Município de Odemira integra o grupo que constitui a Comissão de Coordenação da Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras desde 2015, tendo sido reeleito em 2017 e agora em 2019.

A educação continua a ser um dos pilares estratégicos para o Município de Odemira, que pauta a sua intervenção muito além das competências previstas na Lei, considerando um investimento para o desenvolvimento socioeconómico do território. O OdeTe – Odemira Território Educativo é o programa municipal estruturante na área da Educação, cujo objetivo é afirmar Odemira como um território de excelência no ensino, com vista à prevenção do abandono escolar precoce, à melhoria do sucesso escolar e dos indicadores de qualificação e formação da população, numa lógica de construção participada e com envolvimento de toda a comunidade educativa. Visa a construção de um território educativo, dentro e fora da Escola, promovendo o potencial das estruturas educativas formais e não formais.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.