PCP está solidário com a luta dos trabalhadores da Refinaria de Sines (com áudio)

0

O Partido Comunista Português (PCP) está solidário com a luta dos trabalhadores da Refinaria de Sines que estão em greve há três meses contra a perda de direitos e pela continuidade do acordo coletivo de trabalho.

Pedro Martins da DORLA do PCP explicou a posição do partido depois de uma reunião realizada no dia 25 de março, onde esteve presente o deputado Bruno Dias.

O PCP considera que “não existem razões para retirar direitos aos trabalhadores” e acredita que “com a luta e união, os trabalhadores vão conseguir as suas reivindicações”.

Os trabalhadores da refinaria da Galp, em Sines, estão em greve desde o inicio de janeiro em defesa da contratação coletiva e dos direitos laborais e sociais, de melhores salários e contra a precariedade.

A greve deve estender-se até ao final de maio, contando com a adesão dos trabalhadores da refinaria de Matosinhos desde o dia 15 de março.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.