Presidência na Freguesia de Santo André em clima de requalificação e dinâmica empresarial

0

A iniciativa “Presidência nas Freguesias 2019” teve início, dia 2 de abril, na Freguesia de Santo André, onde durante quatro dias, o Presidente da Câmara Municipal, Álvaro Beijinha, o Presidente da Junta de Freguesia, David Gorgulho, os Vereadores com Pelouros e os técnicos das respetivas áreas inteiraram-se da realidade e das preocupações da população.

Álvaro Beijinha fez um balanço positivo da visita à Freguesia mais populosa do Concelho, que se caracteriza pelo seu lado urbano mas também rural, explicando que a iniciativa se insere “na visão de uma política de proximidade às pessoas, porque essa é a nossa forma de estar na vida autárquica”.

O Presidente da Câmara Municipal destacou as obras de requalificação previstas e em curso, sublinhando que durante a visita “recebemos a boa notícia de que o Tribunal de Contas atribuiu o visto ao projeto do Bairro do Pinhal, o que vai permitir consignar a obra ao empreiteiro para que se dê o seu início. Estamos a falar de uma intervenção superior a um milhão de euros”.

O Bairro dos Serrotes também será alvo de uma requalificação, que está em fase de projeto. No Bairro das Flores as obras estão em execução, e “a intervenção neste bairro é superior a dois milhões de euros”. O Autarca salienta ainda as intervenções previstas para a Estrada ao Redor, num investimento de mais de 40 mil euros, a Rua do Galeão, Deixa-o-Resto e outras localidades da Freguesia.

O Parque Empresarial de Santo André será alvo de “uma enorme requalificação, num investimento de 2,4 milhões de euros, cujo projeto está aprovado e queremos lançar o concurso público ainda neste mês de abril. Para além da requalificação da zona consolidada, vai permitir a construção de novos arruamentos e a cedência de mais lotes” refere Álvaro Beijinha e sublinha que a Câmara Municipal “tem lotes disponíveis infraestruturados, ao contrário do que se diz, e em condições bem interessantes”.

Do programa da Presidência na Freguesia de Santo André fez parte a visita à Escola Básica n.º4, “cujas obras estão praticamente terminadas e no próximo ano letivo, seguramente, vai estar aberta às crianças” afirma Álvaro Beijinha. Motivo de desagrado foi registar “o estado em que se encontra a Escola Secundária Padre António Macedo” indica o Autarca e esclarece “que a responsabilidade sobre aquela escola não é da Câmara Municipal mas sim do Ministério da Educação.

A nossa responsabilidade é ao nível do Pré-Escolar e do 1.º Ciclo e aí nós estamos a dar respostas com fortes investimentos, como é exemplo a colocação de quadros interativos nas salas de aula.

No entanto, o que temos vindo a assistir nos últimos dois anos é a tentativa do Governo de passar a responsabilidade para a Câmara Municipal de uma obra para a qual nem há projeto nem valores definidos”.

A comitiva reuniu com os representantes das associações de pais do Agrupamento de Escolas de Santo André, o movimento associativo local, a direção da Associação dos Bombeiros Voluntários de Santo André e a direção do Clube de Ténis, tendo-se igualmente inteirado da realidade do Centro Comunitário “O Moinho”.

Ficou a conhecer os projetos de turismo “Monte Ponte Pedra” e “Os Dois Galos”, assim como, as explorações agrícolas Quinta do Horácio e Monte das Bagas. Na visita à Chesandré ficou a par da obra que vai disponibilizar habitação a custos controlados em terrenos cedidos gratuitamente pela Câmara Municipal de Santiago do Cacém.

Os Autarcas estiveram presentes na entrega de prémios do “XVI Oriescolas”, iniciativa desportiva que reuniu centenas de jovens do Concelho.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.