Região: GNR fiscaliza campismo e caravanismo na Costa Vicentina

4

Militares do Núcleo de Proteção Ambiental de Santiago do Cacém desenvolveram ontem, dia 5 de junho, no Dia Mundial do Ambiente, uma  operação de fiscalização ao campismo e caravanismo em situação irregular no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

Foram elaborados 15 Autos de contraordenação pela prática de campismo ou caravanismo irregular, bem como a pernoita em local não autorizado.

A ação teve o apoio dos Postos Territoriais de Sines, Santo André e Santiago do Cacém.

Discussão4 comentários

  1. Há campismo ilegal e deverá ser reprimido, mas desde que se possa estacionar legalmente de acordo com a Lei portuguesa válida em todo o território nacional, ninguém tem que meter o nariz num veiculo qualquer que ele seja para saber se está a dormir lá alguém.

  2. Infelizmente não é assim. A lei (POOC) com a qual não concordamos impede a pernoita naqueles estacionamentos. As autoridades não podem “invadir” porque a Constituição não o permite mas podem verificar se existe pernoita e levantar um auto. Os autocaravanistas que continuam dispersos e não dāo força à sua federação – a FPA, não lhe conferem massa crítica para poder contestar judicialmente. Tem alguma sugestão?

  3. luis rodrigues

    veja o caso de santo andre foi vedado o acesso as autocaravanas fizeram dois parque pequenos para automoveis sao obrigados a entrar para parque que fica 80 metros da praia em toda zona da dunas fechou o acesso so por passadiço quem for para lagoa de santo andre pode esquecer nao a lugar para autocaravanas e g n r anda em cima dos autocaravanistas nem vale pena ir para la

  4. Agora podiam regulamentar as escolas de surf que invadem as praias e limitam faixas das praias de forma aleatória! A praia do Amado ficou praticamente proibida a banhistas!

Deixar uma resposta

Share This