Sines aprova orçamento de 34,3ME para 2019, mais 2ME que este ano

0

A Câmara de Sines, no distrito de Setúbal, aprovou o orçamento para 2019 no valor de 34,3 milhões de euros, representando uma subida de dois milhões de euros em relação ao deste ano, foi hoje divulgado.

“O aumento deve-se ao rigor orçamental com taxas de execução muito acima daquilo que era habitual nos últimos anos e queremos que o orçamento reflita essa preocupação de rigor, ao mesmo tempo que procuramos executar o que nos propusemos no início deste mandato”, explicou hoje à agência Lusa o presidente da Câmara Municipal de Sines, Nuno Mascarenhas (PS).

O “orçamento de continuidade”, segundo o autarca socialista, prevê o “arranque das principais intervenções” do atual mandato, em termos de requalificação, que se vão “realizar nos próximos três anos”, em resultado “das candidaturas efetuadas ao Portugal 2020” com financiamento comunitário.

Entre os investimentos para 2019 estão as obras de requalificação da rua Marquês de Pombal, num valor superior a um milhão de euros, a 2.ª fase de requalificação do Bairro 1.º de Maio (700 mil euros), a reabilitação do Mercado Municipal e a construção de um loteamento em Porto Covo, no concelho de Sines.

“O projeto de requalificação da rua Marquês de Pombal, numa extensão superior a um quilómetro, já está em fase de consignação e é a obra que terá o maior volume de investimento, que requer cuidados especiais e aquela que terá um impacto, depois de concluída, bastante positivo em termos de mobilidade na cidade”, adiantou o autarca.

A empreitada, com início previsto para janeiro do próximo ano, contempla “a reconstrução de toda a artéria principal” da cidade, desde os passeios aos pisos em alcatrão “que serão substituídos por pedra” e prevê alterações à circulação, “passando a ter apenas um sentido [nascente-poente] e permitindo melhorar a mobilidade dos peões”, explicou.

O orçamento do próximo ano contempla ainda a requalificação da Quinta dos Passarinhos, o arranque da 3.ª fase da ciclovia e de canais pedonais na Estrada da Floresta e um conjunto de outras intervenções em loteamentos e arruamentos “que requerem intervenção urgente”, como a Zona Industrial Ligeira (ZIL) 2.

“Os pavimentos estão bastante degradados na ZIL 2 e aguardamos a aprovação de duas candidaturas, que poderão chegar aos sete milhões de euros, para realizar uma intervenção muito importante para aquela área da cidade, melhorando todo o espaço da ZIL que ao longo de muitos anos não tem sido alvo de intervenções”, reconheceu o autarca.

A requalificação da Escola Primária da Quinta dos Passarinhos, investimento que ronda os 600 mil euros, é outro dos projetos inscritos no orçamento municipal do próximo ano.

As Grandes Opções do Plano e o Orçamento para 2019 vão ser discutidos e votados na próxima reunião da Assembleia Municipal de Sines.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Share This