Sines: PCP critica o despedimento de 54 trabalhadores da empresa PSA Sines

0

O PCP – Partido Comunista Português emitiu um comunicado onde condena publicamente o despedimento de 54 trabalhadores da empresa PSA Sines, que operavam no terminal de contentores do Porto de Sines.

O PCP relembra que a carga contentorizada movimentada no Porto de Sines nos nove primeiros meses deste ano aumentou mais de 10% relativamente ao ano anterior.

Os comunistas acrescentam ainda que no início de 2015 a empresa anunciou “o investimento de 40 milhões na expansão do Terminal XXI e a criação de mais 100 postos trabalho, com a presença ‘pomposa’ do primeiro-ministro Passos Coelho e também do presidente da Câmara Municipal de Sines”.

Tudo isto leva o PCP a afirmar que “não existem razões para os despedimentos em causa”, apesar de terem sido “justificados com a conjuntura económica actual, em resultado de nos últimos meses a empresa ter sido confrontada com uma diminuição significativa no volume de exportações originárias no Far East”.

“Os contratos dos trabalhadores não podem estar dependentes de um alegado cancelamento de uma escala de uma rota e os trabalhadores não podem ser os responsáveis pelo alegado cancelamento quando a empresa apresenta os resultados e previsões que são conhecidos”, alega o PCP.

Deixar uma resposta

Share This