Sines: Prémio Internacional Terras sem Sombra foi entregue em Sines

0

O músico e programador Michael Haefliger, o arqueólogo sírio Khaled al-Asaad, de Palmira, e a Associação dos Amigos do Parque Ecológico do Funchal foram distinguidos com o Prémio Internacional Terras sem Sombra, que foi entregue no sábado, sai 2 de julho, em Sines.

A cerimónia de entrega do Prémio Internacional Terras sem Sombra, contou com a presença do ministro da Cultura, Luís Filipe de Castro Mendes, e do ex-Presidente da República Jorge Sampaio.

A título póstumo, o Prémio na área de Património Cultural distinguiu o arqueólogo sírio Khaled al-Asaad (1934-2015), que nasceu e morreu em Palmira, assassinado pelo grupo terrorista autodesignado Estado Islâmico.

Na área de Música e Musicologia, o Prémio Internacional Terras sem Sombra foi entregue ao violinista e programador alemão Michael Haefliger, de 55 anos, que esteve “associado desde sempre a grandes festivais europeus”, nos quais “começou por intervir na qualidade de intérprete”, de acordo com a organização do Festival.

O Prémio na categoria de Salvaguarda da Biodiversidade foi entregue à Associação dos Amigos do Parque Ecológico do Funchal (AAPEF), fundada em 1996, dois anos depois da criação do parque, pela autarquia, na zona montanhosa sobranceira à cidade.

O Festival, sob a direção artística de Juan Ángel Vela del Campo, tem direção geral de José António Falcão, e executiva de Sara Fonseca, é organizado pela Diocese de Beja, e decorreu de fevereiro a junho, em oito concelhos do Baixo Alentejo

Deixar uma resposta

Share This