Sines: SIEAP está preocupado com o futuro dos trabalhadores da Central da EDP de São Torpes

0

Com a certeza que a Central da EDP de São Torpes vai encerrar nos próximos anos, o Sindicato das Industrias, Energia e Águas de Portugal está preocupado com o futuro dos trabalhadores.

Se nada for pensado e preparado, o sindicalista Egídio Fernandes considera que “este encerramento terá consequências extremamente gravosas para os cerca de 400 trabalhadores diretos, mas também para a comunidade local e para a própria sociedade em geral”.

O mesmo responsável acrescentou que “acompanhando de perto o desenrolar da atividade no setor da energia, desde os tempos em que este sector se encontrava na esfera estatal até ao momento atual, acompanhámos o fim de vida de outros centros de produção. Processos complexos e com contextos algo diferentes dos que temos hoje e onde foi possível criar consensos que mitigaram os problemas inerentes a estas situações”.

“É, pois, de uma forma natural e tranquila que nós SIEAP, sindicato que representa a maioria dos trabalhadores deste centro de Produção, exortamos todos os envolvidos a criar antecipadamente as condições que possam solucionar muitos dos problemas que certamente irão ocorrer. Se nada for pensado e preparado, certamente que as consequências poderão ser extremamente gravosas para os cerca de 400 trabalhadores diretos, mas também para a comunidade local e para a sociedade em geral”, reafirmou Egídio Fernandes.

O SIEAP espera que “a EDP, o governo local e central, tenham uma postura socialmente responsável, quanto aos trabalhadores, aos cidadãos e ao país como um todo. Pela nossa parte existe total disponibilidade para ao nível do que nos compete, assumir a nossa responsabilidade”.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Share This