Sines: Sines recebe as jornadas da Economia do Mar de 8 a 10 de julho em Sines

0

O Sines Tecnopolo, em parceria com o Porto de Sines, organiza nos próximos dias 08, 09 e 10 de julho, o “Tech Sines ’16 – Por Novos Mares – Jornadas da Economia do Mar”.

As Jornadas da Economia do Mar iniciam-se com uma Conferência, decorrendo em paralelo uma Feira do Mar, um concurso de embarcações sustentáveis, o Aporvela Project Race, e um conjunto de atividades que reunirão diferentes stakeholders ligados à Economia do Mar.

A Conferência, que se realizará no Auditório da APS em Sines, no dia 08 de julho, contará com um painel de referência, com Tiago Pitta e Cunha do Fórum Oceano, António Sarmento, Fundador e Presidente do WavEC, Centro de Energia Offshore, António Pascoal do Instituto de Sistemas e Robótica do Instituto Superior Técnico, Pedro Madureira da EMEPC – Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental, e Jorge Relvas, Presidente da Associação Centro Ciência Viva do Lousal.

Serão ainda apresentados, no Auditório do Porto de Sines, quatro casos de sucesso empresarial na área da Economia do Mar, a Thalasso Nazaré, um moderno centro de talassoterapia, Porto Muiños, uma empresa de aquacultura (algas), Team Work Technology, de energias renováveis e o Cabaz do Mar, projeto de valorização do pescado e promoção da identidade das comunidades piscatórias.

No final do dia será feita a abertura oficial da Feira do Mar, na Avenida Vasco da Gama, que incluirá demonstração de atividades e produtos inovadores do mar e que conta já com mais de duas dezenas de expositores.

O 2º dia das Jornadas da Economia do Mar incluirá uma visita ao Porto de Sines, por terra e mar e uma sessão de roundtables, dinamizadas pelo Turismo do Alentejo – ERT, Aporvela, EDP Inovação, AICEP Global Parques, Alga Plus, APS, FOR-MAR, Ciência Viva e Sines Tecnopolo, desta feita no edifício da Academia do Mar e Energias no Sines Tecnopolo, em Sines.

Este evento, que se pretende a primeira de várias edições neste formato e dimensão, será parte de um contributo deste território e dos seus agentes para a concretização de um desígnio nacional, pretendendo explorar o presente e o futuro da Economia do Mar, não só na região, mas também no país.

Deixar uma resposta

Share This