Ultramaratonista Luís Matos recebido na Câmara Municipal de Santiago do Cacém

0

Luís Matos participou no fim de semana passado na ultramaratona PT281+ ULTRAMARATON, considerada uma das maiores distâncias do mundo em corrida pedestre, percorrendo cerca de 293 km em 65 horas e 10 minutos.

A prova nasceu em Portugal inspirada na estadunidense Badwater e na brasileira BR135+. O percurso foi feito de forma contínua, com partida de Penamacor  e passagens pela Serra de Malcata, Monsanto e Penha Garcia, Idanha-a-Nova, Tejo internacional, Vila Velha de Ródão, Portas de Ródão, Oleiros pelos Trilhos dos Apalaches,  Proença-a-Nova e com final em Castelo Branco.

O atleta refere na sua página de facebook “ quem julga saber o que é uma prova dura e difícil, deve ir fazer este teste”. O atleta passou pelas mais adversas condições desde chuva, frio, calor, noite e dia, muitas horas de meditação “saí de lá uma pessoa diferente” refere.

Durante a prova, Luís Matos relata que, andou sempre “num ritmo calmo e constante, estranhamente cheguei aos 40kms muito cansado. Os kms foram passando e o cansaço foi acumulando, mas andei sempre com cerca de 6 horas de avanço em relação ao tempo de corte.

Aos 150km comecei a ter os pés muito massacrados, senti dores horríveis até ao fim da prova, ainda hoje não sei como consegui suportar tanto sofrimento.

No último setor tentei esquecer as dores e corri um pouco mais rápido, até porque sabia que tinha alguém à minha espera. Ri, chorei, sofri, diverti-me, mas acima de tudo, fui muito feliz durante este tempo”.

Luís Matos é um dos atletas apoiados pela Câmara Municipal de Santiago do Cacém ao abrigo dos contratos-programa para atribuição das verbas a atletas em nome individual.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.